sexta-feira, 27 de abril de 2018

ACHAREI MOT - DEPOIS DA MORTE


(COHANIM - Sacerdotes todos de branco - cobertos por seus Talits, fazendo a Birkat Cohanim - A Benção Sacerdotal e invocando O Nome do Eterno sobre todo o povo depois de Yom Kipur)


ACHAREI MOT - DEPOIS DA MORTE

Levítico: 16: 1 a 18: 30
Ezequiel: 22: 1 a 19 
Hebreus: 9: 11 a 28

Lev. 16: 1 - "E falou O Eterno a Moisés depois da morte dos dois filhos de Arão, quando se aproximaram da Face do Eterno e morreram:..." 

Deus colocou um querubim e uma espada flamejante, impedindo que o Homem pudesse voltar para O Éden, por conta do pecado. Desde a queda do homem, geração após geração, O Nosso Pai Eterno tem chamado o homem para perto de Si. Cada vez mais e mais o ser humano desfruta de um tipo de relacionamento absolutamente mais profundo do que até então qualquer um tinha vivido. Mas, Deus continua Santo e o homem continua preso ao Pecado e por isso Impuro, diante do Deus Vivo.

Quando O Eterno enfim manda que um Santuário fosse edificado e chama pessoas para oficiarem Diante de Sua Face, Deus manda que se construísse uma Arca de Madeira, revestida de ouro e cuja tampa fosse inteiramente de ouro puro, para ser O Local onde Deus se encontraria novamente com o ser humano. Quando o homem estava no Éden, todos os dias quando ia escurecer, Deus chegava, para que seu filho, o ser humano jamais vivesse em trevas...

O Salário do Pecado é a Morte, e sem Sangue, não há remissão de pecados. Por isso, o fato de Deus ter aberto um caminho para o relacionamento, isso não quer dizer que este Caminho pode ser trilhado de qualquer maneira. "O Temor do Eterno é Fonte de Vida!"

Uma vez ao ano no YOM KIPUR, O Sumo Sacerdote, tirava suas Vestes Gloriosas, e punha Vestes de Santidade. O mesmo tipo de roupa que todos os Sacerdotes usavam... Inteiramente branco de linho. Desde a roupa de baixo até a Mitra (O Turbante), que lhe cobria a cabeça... Tudo de Linho, tudo puro, tudo santo...

O Sacerdote não podia entrar sem primeiro encher o Lugar Santo de fumaça de Incenso. Ele não podia entrar sem O Sangue de um Novilho e de um bode, embora fossem dois bodes destinados a este ritual. O Novilho e um dos bodes eram sacrificados e o sangue de ambos levados em bacias para dentro do Lugar Santo e depois para o Santo dos santos, onde O Sacerdote, primeiro aspergiria o sangue para cobrir os seus pecados diante de Deus e depois para que O Eterno pudesse cobrir os pecados de toda a nação de Israel.

À semelhaça de todos estes ritos descritos nesta Parashá, Yeshua não entrou num Tabernáculos feito por mãos humanas, e nem precisou do sangue de touros e de bodes, para ser aceito pelo ABA, no Monte Sião Eterno. Ele derramou o seu próprio Sangue por amor de nós e não precisou fazer expiação por si mesmo, pois foi Puro e Irrepreensível por todos os dias de sua vida terrena.

Em Hebreus capítulo primeiro, este Reencontro é narrado: "Assenta-se ao meu lado até que Eu ponha todos os teus inimigos por estrado de teus pés" e ainda lhe disse: "Pede-me e dar-te-ei as nações por herança e as extremidades da Terra por tua possessão".

O Ser que Deus criou para governar, para estabelecer O Seu Reino neste mundo natural, rejeitou o que sempre O Eterno quis lhe conceder: Poder, Domínio, Autoridade, Governo, Superabundância,  tudo... 

O Sumo Sacerdote entrava no Santo dos Santos e depois de aspergir O Sangue pelos pecados do povo, tendo enchido todo o lugar de fumaça de Adoração, até que a sua própria carne sumisse Diante da Presença do Eterno, e então O Sumo Sacerdote gritava O Nome do Eterno, assim como está escrito: "e todo aquele que Invocar O Meu Nome será salvo!"

O Sangue permitia isso, as Vestes de Santidade apontavam para isso, A Fumaça da Adoração preparavam este Encontro e então: a Comunhão - O Nome Pronunciado e O Perdão liberado!!!

Como deve ter sido Glorioso para toda a nação de Israel, quando pela primeira vez, Moisés e Arão entraram juntos na Presença de Deus, na Santidade das Santidades do MISHKAN, edificado para Deus. A Glória de Deus se ascendeu sobre toda a nação. O Gozo daquele momento foi celebrado e contemplado por todos, até que Nadabe e Abiú, que por serem filhos de Arão foram chamados também ao Sacerdócio, deixaram O Temor de Deus de lado e...

MORRERAM!

Deus demonstra que O Gan Éden está onde sempre esteve, mas, ao homem é impossível voltar para lá, pois "MORRENDO MORREREIS". 

Yeshua entregou-se na Cruz, e ainda possuindo forças bradou em alta voz: "PAI ESTÁ CONSUMADO, A TI ENTREGO O MEU ESPÍRITO!" - Ninguém o matou, ou poderia fazê-lo! Antes Ele mesmo, Yeshua mesmo, se entregou por nós, como O Sacrifício através do qual O Homem novamente teria acesso à Presença de Deus.

E então novamente subiu até À Presença do Pai, nas Maiores Alturas, entregando o seu Sangue Puro, Inocente, Precioso...

Ele que como "o bode emissário", Levou os nossos pecados para longe de nós; ele como a novilha vermelha cujas cinzas podiam Purificar as pessoas, foi sacrificado fora da cidade de Jerusalém e se entregou totalmente por amor de nós; Ele O SACRIFÍCIO PERFEITO DE DEUS. O Livro de Vaykrá fala de uma só pessoa, bem como a Torah e toda a Bíblia: YESHUA HAMASHIACH, Jesus Cristo de Nazaré!

O homem poderia ter se mantido puro e irrepreensível.

Adão poderia nunca ter comido do fruto proibido;
Caim poderia nunca ter matado a Abel;
Os irmãos poderiam não ter vendido a José;
Nadabe e Abiú poderiam nunca ter afrontado a Deus com fogo estranho;
Ananias e Safira poderiam jamais ter mentido ao Espírito Santo;
Saulo poderia jamais ter permitido a morte de Estevam;

YESHUA PODERIA NÃO TER DE SE ENTREGAR POR AMOR DE NÓS...

Mas, ACHAREI MOT - Depois da Morte... 

A Maldade do homem é evidenciada e a necessidade de Deus reconhecida; o justo derramou seu sangue, que era o salário pelos pecados do injusto; parece haver prazer na morte dos justos Abel e Estevam, como em se vender o Resgatador José. 

Sem saber aqueles que merecem a morte, conscientemente vendem e matam, os que lhes apontavam O Caminho...

Por fim como disse Caifás, pelo Espírito Santo, sem saber que profetizava, porque era O Sumo Sacerdote em seus dias: 

Jo. 11: 49 a 51 - "Caifás, porém um dentre eles, sumo sacerdote naquele ano, advertiu-os, dizendo: Vós nada sabeis, nem considerais que vos convém que morra um só homem pelo povo e que não venha a perecer toda a nação. Ora, ele não disse isto de si mesmo; mas, sendo sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus estava para morrer pela nação."

A morte de Nadabe e Abiú; A morte de toda a descendência de Caim (no dilúvio); A morte de Ananias e Safira, evidenciaram a contaminação e a destruição que o pecado pode causar, cauterizando as mentes, trazendo destruição e o juízo de Deus, mesmo diante da Glória de Deus, da Aprovação de Deus e da Graça de Deus.

O Projeto de Deus para com Israel e agora também com os cristãos é: Um Reino de Sacerdotes!

Todos com vestes brancas, não como um uniforme, mas, porque tiveram suas vestes purificadas no Sangue do Justo Jesus. Todos com livre acesso diante do Pai. Todos!


Yeshua nos alerta que é melhor chegar numa casa enlutada, do que numa casa aonde há festa, porque ACHAREI MOT... Depois da morte...

O Temor necessário para levar um homem a acessar A Santidade das Santidades, é o combustível que vai mantê-lo vivo. 

A expectativa que toda a nação de Israel tinha ao ver no Yom Kipur, O COHEN GADOL, entrar até o KODASH HAKODASHIM (A Santidade das santidades), e depois de oferecer o sangue dos sacrifícios a Deus e de lhe invocar O Nome (Bendito seja Eternamente seu Nome), por vê-lo sair, é sem dúvidas uma sombra da expectativa que há em nossos corações, pela volta do Nosso Glorioso MASHIACH.

Se lá no passado, depois de sair da Presença de Deus os Cohanim e o Cohen Gadol invocavam O Nome do Eterno sobre Israel, sonhem com O Dia em que O Nosso COHEN GADOL YESHUA HAMASHIACH (Sumo Sacerdote Jesus, O Ungido de Deus), sairá da Presença do Pai, para nos tomar para si, e para dizer: Vem Amada minha!

Heb.: 9: 27 e 28 - "E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação."

TEMA O NOSSO DEUS E SONHE COM AQUELE GLORIOSO DIA... 

O ESPÍRITO E A NOIVA DIZEM: VEM!

YEVARECHECHA ADONAI VEISHMERECHA
YAER ADONAI PANAV ELECHA VEICHUNEKA
YSSA ADONAI PANAV ELECHA VEISSEM LECHÁ
SHALOM! 

BIRKAT COHANIM (Benção Sacerdotal) - Que O Eterno te abençoe e te guarde; que O Eterno levante O Seu Rosto sobre ti e tenha de ti Misericordia; que sobre ti O Eterno levante O Seu Rosto e te dê Shalom!


KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 20 de abril de 2018

METSORÁ - LEPRA





METSORA - LEPRA

Levítico: 14: 1 a 15: 33
II Re. 7: 3 a 20
Mateus 23: 16 a 24: 2, 30 e 31

Lev. 14: 2 - "Esta será a lei do leproso no dia da sua purificarão; será levado ao sacerdote;"

LEPRA - DOENÇA INCURÁVEL; ALTAMENTE CONTAGIOSA E DEGENERATIVA... Que desgraça!

Hoje pessoas que sofrem de Hanseníase, e que sob tratamento conseguem controlar tal enfermidade, ainda são discriminados. Imaginem o que isso acarretava a uma família que padecia desse mal há mais de três mil anos atrás!

A TORAH prevê um Ritual de Purificação para quem fosse curado da Lepra. Mas, a Lepra não tem cura?! 

Pois é! A Lepra não tem cura mas, veja os elementos usados para este ritual: "duas aves (limpas), uma madeira de cedro, um pano tinto de carmesim (cor de sangue), e hissopo (um ramo de uma planta aromática usada para aspersão), um vaso de barro, e o ritual precisa ser feito em água corrente... 

Depois deste ritual, o ex-leproso precisava entregar dois cordeiros e uma cordeira de um ano, sem defeito como de oferta pelo pecado, oferta pela culpa e de holocausto além de flor de farinha para oferta de manjares e azeite para libação... Não parece que a gente já viu isso em algum lugar?

Nós aqui do Brasil de vez em quando, nos deparamos aí pelas esquinas com sacrifícios e oferendas aos deuses dos cultos de origem africana. Os vasos de barro, as oferendas com comidas... Impressionante como os seus deuses demandam oferendas que lembram os sacrifícios que O ÚNICO DEUS VIVO, exigia de seu povo para cobrir os pecados, pois todos apontavam para Jesus Cristo, que se entregou como Sacrifício Perfeito, diante de Deus.

É muito interessante pensar sobre isso, porque está escrito que YESHUA, se entregou por nós "ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO", ou você nunca parou para pensar qual foi o Animal que O Eterno sacrificou para que com a pele daquele animal, Deus fizesse roupas para o homem e sua mulher, que se viram nus por causa do pecado? 

É o HASATAN (o Satanás), aprendeu com alguém que o derramamento de sangue desata poder, e desde Caim que matou seu irmão, sangue tem sido derramado nesta terra, para afrontar o Nosso Deus Único e Verdadeiro...

Todas as culturas da Terra prestam cultos aos seus deuses através de suas tradições religiosas, artísticas, linguísticas, musicais, etc... 

Todo o ritual exigido para A IMPOSSÍVEL CURA DA LEPRA, aponta para um só a saber: YESHUA BEN DAVID - YESHUA HAMASHIACH! (Jesus, Filho de David. Jesus Cristo!)

As duas aves, representam a Morte e a Ressurreição de Yeshua! Uma das aves era morta e seu sangue era derramando sobre O Vaso de Barro, sobre o Pau de Cedro, sobre o pano tinto de vermelho, além de ser também colocado sobre a ave que era solta viva... O sangue daquele sacrifício tocava tudo, e a ave que saia livre ia levando a marca do sangue da que foi morta.

O Vaso de Barro lembra da nossa humanidade, de que Yeshua sendo Deus, se fez homem, tornou-se um vaso de barro como qualquer um de nós e na Cruz seu sangue foi derramado mostrando sobre seu corpo de barro, a purificação do pecado.

O Pau de Cedro fala da Cruz, O Madeiro, no qual ele foi pendurado, tornando-se Maldito, para que a Bênção de Abraão nos alcançasse a todos. Aquele madeiro, também foi tinto do vermelho do Sangue do Inocente Yeshua. O Pano tinto de vermelho, fala do sofrimento que ele padeceu, e este ritual todo era feito em águas correntes, que falam do Espírito Santo que em todas as gerações ia levar a revelação da profundidade do Amor de Deus por nós, entregando seu próprio filho para se entregar em nosso lugar.

O Hissopo é a EMUNÁ (A Fé), usada para aplicar, para aspergir O Sangue do Sacrifício. É assim, que tomamos do Sacrifício feito há quase dois mil anos atrás para aplicar em nossas vidas hoje, para remissão de nossos pecados, para a quebra de nossas maldições e para a cura de nossas enfermidades...

O Sangue daquele sacrifício tinha que ser aspergido por 7 vezes sobre a pessoa que estava curada e ia purificar-se da Lepra...

A Lepra é uma representação do PECADO. INCURÁVEL! Não há uma solução natural para o pecado. Quem pecar tem que morrer! "O Salário do pecado é a morte!" Mas, o que é impossível para os homens é POSSÍVEL PARA O NOSSO DEUS.

Além de ser incurável o pecado é DEGENERATIVO. Quanto mais você vive no pecado, sob a influência do pecado, mas, rapidamente caminha para a morte... O primeiro homem viveu quase mil anos, e as primeiras gerações de seres humanos tinham pessoas que viviam por muitos séculos, mas, hoje em dia, por mais esforços que se faça com tecnologias de ponta, usando milhões de dólares, percebemos que cada vez mais rápido caminhamos para a degeneração humana e para o fim.

Por último o pecado é ALTAMENTE CONTAGIOSO! Quem tinha lepra tinha de viver longe de sua família e da sociedade, porque a chance de contaminar outros era brutal. As pessoas leprosas, tinham que levar um sino em seus pescoços para que de longe todos soubessem que um leproso estava chegando... O Pecado contamina! Quando nos envolvemos com pecadores, invariavelmente nos contaminaremos com suas dissoluções. É possível você andar entre pecadores e não se contaminar? Sim Yeshua viveu sua vida toda assim, mas, o cuidado com a Sua Pureza precisa ser ainda maior. Sim Ele comia com prostitutas e ladrões, mas, jamais permitiu que aquele mal o contaminasse. Pelo contrário a Cura para aqueles males era a Vida que estava Nele!

As SETE ASPERÇÕES do sangue daquele sacrifício sobre aquele que tinha sido curado da Lepra, era uma alusão às partes do corpo de Yeshua que verteram sangue por amor de nós.

Por sete lugares Yeshua verteu sangue por nossas vidas: 1 - A coroa de espinhos em sua cabeça; 2 e 3 Suas mãos transpassadas pelos Cravos; 4 e 5 Seus pés transvasados pelos Cravos; 6 - Suas costas quando estava sendo chicoteado e... 7 Quando foi transpassado e de seu lado verteu água e SANGUE! 

7 asperções para PURIFICAR o homem da LEPRA DO PECADO que nos faz imundos perante Deus.

Depois disso a pessoa tinha que lavar-se em água, raspar todo o pelo de seu corpo até sobrancelhas, barba cabelo, tudo.... e então oferecer os carneiros como sacrifícios, que seriam imolados, no lugar onde se imolavam os sacrifícios pelo pecado e pela culpa... Tais sacrifícios era SANTÍSSIMOS! 

O Sangue do Sacrifício, e O Azeite requerido para esta oferta, eram passados na Ponta da Orelha direita, do Polegar direito da Mão e de seu pé. Antes do Azeite ser aplicado era derramado sobre a mão direita do Sacerdote e aspergido por 7 vezes diante da Presença de DEUS.

Não é de se estranhar que este seja o mesmo ritual para que alguém entre os Levitas fosse consagrado ao Sacerdócio, pois todos os chamados ao Sacerdócio são pecadores, e por isso afastados de Deus, mas, houve um, a saber: Jesus Cristo, A SANTIDADE DAS SANTIDADES; O ÚNICO TSADIK (Justo) VERDADEIRO que já viveu; O Único Sacerdote, O COHEN HAGADOL da nossa Fé, que não precisou primeiro fazer sacrifício para cobrir os seus pecados, para que depois pudesse oferecer sacrifícios pelas demais pessoas.

Os Sacerdotes todos foram limpos do PECADO para então serem consagrados para oficiarem diante do Eterno e diante das pessoas.

O Azeite só podia ser aplicado aonde O Sangue já tinha sido posto. Assim como de 7 partes de seu corpo Yeshua verteu seu Sangue Puro, O Sangue purificador, também libera A UNÇÃO que há de nos capacitar para toda a boa obra que Deus tem para nós...

Os 4 Leprosos de Samaria

Diz a tradição, que os 4 leprosos de Samaria eram Geasi e seus filhos, que ficaram leprosos, depois que o moço de Eliseu, pecou e ficou amaldiçoado e doente com a doença da qual Naaman, tinha sido liberto e curado. 

Quando Eliseu dentro de Samaria libera a palavra dizendo que no dia seguinte aquela situação terrível de fome seria superada, o general do rei de Israel zomba dizendo que nem que O Eterno abrisse janelas nos céus, não haveria chance de algo assim ocorreu, ao que Eliseu respondeu: Você verá tal coisa, mas, não vai se beneficiar dela, por tua incredulidade!

Pois a Palavra rejeitada por aquele soldado, veio sobre aqueles quatro leprosos, porque A Palavra que sair da Boca de Deus, não voltará vazia sem antes cumprir os seus propósitos!

Os leprosos tomaram a iniciativa e irem até o Acampamento dos Siros, pois não tinham nada a perder. Quando começaram a andar naquela direção, no arraial Siro, se ouvia o ruído de um grande exército! Os Exércitos do Eternos caminharam junto com aqueles leprosos, por causa da Palavra que encontrou no coração deles lugar para pousar. Quando chegaram, todos os Sirios tinha fugido apavorados deixado tudo em seu acampamento...

Os leprosos comeram beberam, se vestiram dos mais finos trajes até não poderem mais... No final daquela madrugada antológica disseram uns aos outros: "Se não anunciarmos o que vimos, o que Deus fez, seremos tidos por culpados" e então aqueles rejeitados vão até as Portas de Samaria anunciar tão grande livramento...

A multidão tendo comprovado tal milagre saiu em disparada e aquele homem que duvidou morreu pisoteado...

O que quero dizer é que mesmo sendo considerados imundos, como leprosos diante das pessoas que zombam de nós, a Misericórdia de Deus que alcançou a nossa vida, precisa ser proclamada, pois o Mundo está arruinado e caminhando a passos largos para um colapso, mas, ainda que leprosos, O Amor de Deus está sobre nós, e se nos arrependermos e se voltarmos para Ele, o que é impossível aos nossos olhos, poderá acontecer!

UMA RESTAURAÇÃO ESTÁ PARA ACONTECER! Volte-se para ele. Creia que Ele pode te perdoar e te purificar! Reconheça a gravidade do seu pecado, ODEIE o que fez contra O Nosso Deus. Confesse seus pecados a Ele, e ainda que as pessoas te vejam ainda como um leproso... Sirva a Deus

! Espere a oportunidade que outros podem desprezar e cumpra o teu chamado. A chance de ser famoso e reconhecido, pode ter passado de tua vida, mas, não a oportunidade de você servir a Deus, apenas por que O Ama e porque Ele te perdoou.

Salmo 103:3 - "É Ele quem perdoa todas as tuas iniquidades e quem sara todas as tuas enfermidades"

KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

quinta-feira, 19 de abril de 2018

70 ANOS DA NAÇÃO JUDAICA DE ISRAEL




Declaração da Independência 
do Estado de Israel 14/05/1948

A terra de Israel é o local de origem do povo judeu. Aqui a sua identidade espiritual, política e religiosa foi moldada. Aqui eles primeiro atingiram a formação de um estado, criaram valores culturais de significância nacional e universal e deram ao mundo o eterno Livro dos Livros. Depois de serem forçosamente exilados de sua terra, o povo conservou consigo sua fé durante sua Dispersão e nunca deixou de rezar e sonhar com o retorno para sua terra e com a restauração, lá, de sua liberdade política.


Impelidos por sua ligação histórica e de tradições, judeus lutaram geração após geração para se restabelecerem em sua antiga terra natal. Nas décadas recentes, eles voltaram em massa. Pioneiros, desafiadores refugiados e defensores, eles fizeram desertos florescerem, reavivaram a língua hebraica, construíram vilarejos e pequenas cidades, criaram uma próspera comunidade que controla a sua própria economia e cultura, adorando a paz mas sabendo como se defender, trazendo as bênçãos de progresso para todos os habitantes do país e aspirando a um estado independente.

No ano 5657 (1897), nas conferências do pai espiritual do Estado Judeu, Theodor Herzl, o Primeiro Congresso Sionista delineou e proclamou o direito de o povo judeu fazer renascer o seu próprio país.


Este direito foi reconhecido em 2 de novembro de 1917 e reafirmado no Mandato da Liga das Nações que, em particular, deu sanção internacional para a conexão histórica entre o povo judeu e Eretz-Israel e o direito de o povo judeu reconstruir o seu Lar Nacional.
A catástrofe que recentemente caiu sobre o povo judeu - o massacre de milhões de judeus na Europa - foi outra demonstração clara da urgência de resolver o problema da falta de um lar através do restabelecimento em Eretz- Israel do Estado Judeu, que abriria bem os portões da terra natal para todas nações.

Sobreviventes do holocausto nazista na Europa, assim como os judeus do resto do mundo, continuaram a migrar para Eretz-Israel, apesar das dificuldades, restrições e perigos e nunca deixaram de assegurar o seu direito a uma vida de dignidade, liberdade e trabalho honesto em seu lar nacional.

Na Segunda Guerra Mundial, a comunidade judaica deste país contribuiu por completo com as nações que amam a paz e a liberdade contra as forças da tirania nazista e, com o sangue de seus soldados e seus esforços de guerra, ganhou o direito de ser reconhecida entre os povos que fundaram as Nações Unidas.

No dia 29 de novembro de 1947, a Assembléia Geral das Nações Unidas aprovou a resolução do estabelecimento de um Estado Judeu em Eretz-Israel; a Assembléia Geral requereu aos habitantes de Eretz-Israel tomarem as medidas necessárias para a implementação desta resolução. Este reconhecimento das Nações Unidas pelo direito de o povo judeu estabelecer o seu Estado é irrevogável.

Este é o direito natural de o povo judeu ser mestre de seu próprio destino, como todas as outras nações, em seu próprio Estado soberano. De acordo, nós, membros do Conselho do Povo, representantes da Comunidade Judaica de Eretz-Israel e do Movimento Sionista, estamos aqui reunidos no dia de término do Mandato Britânico sobre Eretz-Israel e, por virtude de nossos direitos naturais e históricos e pela força da resolução da Assembléia Geral das Nações Unidas, aqui declaramos o estabelecimento do estado judeu em Eretz-Israel, a ser conhecido como Estado de Israel. Declaramos que, vigorando a partir do término do Mandato a esta noite, véspera de Shabbath, 6 de Iyar de 5708 (15 de maio de 1948), até o estabelecimento das autoridades eleitas, regulares do Estado em acordo com a Constituição que será adotada pela Assembléia Constituinte Eleita no mais tardar em 1o. de outubro de 1948, o Conselho do Povo atuará como Conselho Provisório do Estado, e seu órgão executivo, a Administração do Povo, será o Governo Provisório do Estado Judeu, a ser chamado "Israel."


O Estado de Israel será aberto para imigração judaica e para a o recebimento de exilados; patrocinará o desenvolvimento do país para o benefício de todos os seus habitantes; será baseado na liberdade, justiça e paz como imaginado pelos profetas de Israel; garantirá liberdade de religião, consciência, língua, educação e cultura; respeitará os lugares sagrados de todas as religiões; e será fiel aos princípios da Ata das Nações Unidas.


O Estado de Israel está preparado para cooperar com agências e representantes das Nações Unidas a implementar a resolução da Assembléia Geral de 29 de novembro de 1947 e tomará as medidas necessárias para trazer a unidade econômica de toda Eretz-Israel.

Nós fazemos um apelo às Nações Unidas para assistir o povo judeu a construir o seu Estado e para receber o Estado de Israel na comunidade das nações.

Nós fazemos um apelo - em meio ao duro ataque lançado contra nós há meses - aos habitantes árabes do Estado de Israel para manter a paz e participar da construção do Estado na base de igual e completa cidadania e através de representação em todas as suas instituições provisórias e permanentes.

Nós estendemos nossa mão a todos os estados vizinhos e seus povos numa oferta de paz e boa vizinhança, e apelamos a eles para o estabelecimento de laços de cooperação e ajuda mútua com o soberano povo judeu, estabelecido em sua própria terra. O Estado de Israel está preparado para fazer a sua parte em um esforço comum para o desenvolvimento de todo o Oriente Médio.

Nós apelamos ao povo judeu em toda a Diáspora para ajudar os judeus de Eretz-Israel nas tarefas de imigração e construção e de os apoiarem na grande luta de realização do antigo sonho - a redenção de Israel.

Colocando nossa confiança na Rocha de Israel, nós afixamos nossas assinaturas a esta proclamada Terra Natal, na cidade de Tel-Aviv, nesta véspera de Shabat, em 5 de Iyar de 5708 (14 de maio de 1948).














Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem


sexta-feira, 13 de abril de 2018

TAZRIA - CONCEBER




TAZRIA - CONCEBER

Levítico: 12: 1 a 13: 59
II Re. 4: 42 a 5: 19
Mateus 8: 1 a 4

Lev.: 12: 2 - "Fala aos filhos de Israel dizendo: que uma mulher ao conceber um filho homem, será impura por sete dias."


De novo o assunto é IMPUREZA e PUREZA. O nascimento de um filho é sempre um auspício para a família, mas, existe as dores de parto, existe a malígna transferência do pecado pelas gerações e ali, está um inocente, condenado à morte pelos pecados de seus pais, coisa que ninguém poderia imaginar vendo um recém nascido aparentemente tão puro e indefeso, mas, dentro de si, a contaminação do pecado já está nele.

Na Parashat Tazria, também há toda a longa instrução acerca da Lepra. Doença Degenerativa (quem está infectado aos poucos será consumido por este mal, ele vai se alastrar pelo corpo até à morte); é altamente contagioso e é INCURÁVEL.

Exatamente como a Lepra é, é O PECADO. Não há solução para O Pecado. O Pecado requer seu salário: A MORTE!

Deus advertiu o primeiro homem, que no dia que ele pecasse contra O Eterno, certamente morreria "morrendo morrereis". O primeiro homem viveu por séculos, mas, contaminado pelo pecado, a Eternidade que foi posta nele, foi se esvaindo, esvaindo até que ele morreu, no entanto contaminou todos os outros seres humanos deste mundo com o pecado, e por isso, todos (cada vez mais cedo), estamos destinados a esta punição.

O Pecado como a Lepra, é altamente contagioso. Quando andamos com alguém que vive na prática do pecado, em pouco tempo consideraremos aquelas práticas comuns, e se não o influenciarmos para a vida, seremos influenciados para a morte. O Puro, pode purificar o impuro? NÃO! E o impuro, pode contaminar o puro? SIM! (Deus manda Ageu - Hagai, fazer estas perguntas aos sacerdotes e obtém estas respostas - Ag. 2: 11 a 14).

O Pecado é degenerativo - Assim como o fermento, um pouco de pecado em nossa vida, se não extirpado vai levedar toda a massa. 

DA IMPUREZA PARA A PUREZA.

Não há coisa mais linda no mundo que o amor de um homem e uma mulher, que vivem debaixo do temor do Eterno, que vão viver a bênção de Deus dada a Abraão. Imaginem a alegria e beleza do nascimento do filho primogênito, tudo tão lindo, tão puro?! NÃO! INFELIZMENTE NÃO!!! O PECADO ESTÁ LÁ!

Pode parecer preconceituoso contra a mulher a declaração de estar impura, mas, O PECADO, A REBELDIA, O DAR AS COSTAS A DEUS, foi o que contaminou a nossa vida, e marcou para sempre a nossa descendência.

Ali está um ser amado pelos pais, totalmente dependente. Totalmente incapaz de se defender sozinho, ou de algo mal... Uma criancinha... Pois se esta criança não for educada, disciplinada, exortada, encaminhada pela Palavra a um encontro pessoal com O Nosso Deus... Por mais que seja lindo e amado pelos pais, esta criança crescerá e se transformará num ser humano cheio de defeitos, de maldade, de mágoas e de dores e cheio, cheio de pecados e o fim será a Morte Eterna...

Pois durante sete dias a mulher ficará impura, assim como durante sete dias O Eterno ordenou que ninguém em Israel comesse fermento. Depois no oitavo dia a criança seria circuncidada fazendo assim uma Aliança com Deus por toda a sua vida.

A Aliança com Deus não impede das pessoas pecarem, das pessoas se contaminarem com O Pecado, esta praga está na natureza humana, mas, permite que o homem possa ter em Deus, a quem ele dá as costas a cada vez que peca, solução para este mal. 

O Eterno, como Avraham (Abraão) disse a Yitzhac (Isaque), Deus preparará para Si O Seu Cordeiro. Pois Yeshua, se fez Pecado por nós. Ele se fez leproso, se fez maldito, se fez enfermo, para que sobre nós nos viesse a PURIFICAÇÃO, AS BÊNÇÃOS, A CURA, O PERDÃO, A JUSTIFICAÇÃO, A SANTIFICAÇÃO E A VIDA... VIDA ETERNA!

"QUEM PODE LIVRAR COMO O ETERNO?"

Alguém feminista talvez ache pesado dizer que a Mulher ficará impura, por tantos dias... Mas, a verdade não é o melhor? Saber que estamos afastados de Deus por nossos pecados, não nos permite buscar PURIFICAÇÃO e então sermos aceitos?

O árduo trabalho dos Sacerdotes em examinar as roupas, o corpo, a casa, as cobertas de alguém por conta da Lepra, torna bem diferente a visão do Sacerdócio, que é alguém que é honrado pela posição de destaque que obteve diante de Deus, à vista de toda a nação.

Longe disso! Os Sacerdotes se contaminavam por causa dos pecados das pessoas, e conforme toda a Torah mostra, depois de realizarem determinados sacrifícios (primeiro por eles mesmos, e depois pelas pessoas e pela nação), muitas vezes se tornavam impuros, e havia tantos ritos também para a sua Purificação. Pois o trabalho de qualquer sacerdote... E LEMBREMOS QUE SOMOS UM REINO DE SACERDOTES... o trabalho de qualquer sacerdote é com a ESCÓRIA DO MUNDO... COM O PECADO E SUAS CONSEQUÊNCIAS... 

Por conta disto, diz a Palavra em Zacarias, que o Sumo Sacerdote estava com as vestes sujas, e HASATAN (Satanás), se lhe opunha. Até que veio a ordem para que vestes novas e turbante novo fossem colocados sobre O Sacerdote. "Este é um tição tirado do fogo", foi como O Anjo do Eterno disse ao se referir ao Sacerdote. Não há beleza em lidar com O Pecado! A Beleza está na obra PURIFICADORA, que só O ETERNO pode nos dar, quando de IMPUROS, ELE NOS FEZ PUROS, não por algum rito, mas, para o que todos aqueles ritos apontavam: PARA O NOSSO GLORIOSO MASHIACH! AQUELE QUE MORREU, SEM PECADOS, PARA QUE NESTA INJUSTIÇA, A JUSTIÇA (QUE NOS ERA DEVIDA) DA MORTE, NÃO MAIS CAISSE SOBRE NÓS...

Se o homem morrendo morreria.
Hoje vivendo (O MASHIACH em nós) viverá!

A morte não tem mais domínio sobre nós. Se com Ele morremos, como Ele seremos ressuscitados! BENDITO SEJA O NOSSO DEUS ETERNAMENTE!!!!

Uma das histórias mais lindas da Bíblia relata como um general da Sírio, que tinha sido acometido de lepra foi milagrosamente curado, quando ouviu os conselhos de uma humilde serva, uma jovenzinha judia que trabalhava em sua casa.

Indo até Israel para encontrar-se com o profeta Eliseu, O General Sírio, Naamã, sequer foi recebido. Ante ao seu problema Eliseu lhe orientou a ir até o rio Jordão e banhar-se 7 vezes naquelas águas.

Raivoso pela falta de cerimônia e pela aparente pouca ou nenhuma importância que lhe foi dada, Naamã, que esperava talvez um tapete vermelho, algum rito religioso, a utilização de algum instrumento, ou a ingestão de algum líquido, coisas assim, quase desistiu, mas, novamente um servo lhe disse: "Se algo difícil lhe fosse pedido, você não faria? Então faça o que te foi pedido! Se é para banhar-se por sete vezes neste rio... Faça isso!"

A descrição do rio Jordão feita por Naamã, é curiosamente a mesma que vemos hoje, na região em que Josué entrou para possuir a Terra Prometida com toda a nação de Israel.
Mesmo local onde Elias e Eliseu um dia atravessaram juntos e por onde só voltou Eliseu, com o manto do seu senhor, já que então se iniciava o tempo do seu ministério. 
Foi neste mesmo lugar que João batizava, até que num determinado dia Yeshua, foi até ele, para ser batizado. O mesmo lugar!

O lugar é importante? Sim e não.
Sim, pois foi ali, que um Altar de pedras foi levantado dentro do rio que quando as águas voltaram a correr foi encoberto. Isso fala que o que Deus faz em nossas vidas, é em nosso coração, aonde ninguém mais vê, porém, esta Aliança dentro, no coração, vai representar uma grande transformação em nossa vida exterior, para sempre!

Naamã, mergulha, uma, duas, três, cinco, seis vezes e NADA!
Talvez ele deve ter pensado que seria algo progressivo, mas, vez após vez e ele continuava tão leproso, como quando veio de sua nação. Ele podia ter desistido. Deve ter pensado nisso várias vezes. Deve ter se enfurecido pelo ridículo, pela falsa esperança, até que... Na sétima vez, ele imerge e ao emergir vê-se completamente limpo de toda a lepra.

A Salvação de Deus é loucura para os homens. Os servos que falaram para Naamã, Eliseu em Israel e o que fala para ele não desistir, mas, obedecer, são figuras de nós, pequenos servos de Deus, que talvez jamais ficaremos famosos, ou teremos os nossos nomes conhecidos, porém, fomos chamados para apontar a Salvação para muitos e o nosso Deus, que nos vê em secreto, nos recompensará.

A palavra ELISHÁ (Eliseu), é uma contração da frase: "EL YESHUA" - Que poderia ser: "Deus é Salvação", "Salvação de Deus", ou ainda "Jesus é Deus". Pois somos chamados como servos para dizer aos grandes e aos pequenos de nossa geração: "Vão até Yeshua e a Lepra (o pecado), deixará você!"

Há uma nova vida para vivermos Nele depois deste encontro. O leproso que foi curado por Jesus pôde rever sua família, pôde trabalhar quem sabe se casar ou restaurar se casamento? Um tempo novo!
Naamã voltou para sua família, que ele certamente temia não poder mais ver; ele voltou para o seu trabalho e importante posição que tinha; ele também começa um tempo novo!

A mulher depois dos 9 meses de gestação, de todos os desconfortos, preocupações, angústias do parto, mesmo depois de tornar-se impura, ver passar tudo isso para que enfim com o seu filhinho possa escrever um tempo novo em sua vida...

Sempre que iniciamos um tempo novo, temos sonhos, projetos, desejos, auspícios e um dia DAVID HAMELECH (O Rei David), desejou edificar uma Casa para O Eterno. Ele que trouxe a Arca da Aliança para Jerusalém, nas margens da Fonte do Guihon, edificou ali um Tabernáculo para a Arca de Deus e desejou um Lugar onde Deus pudesse habitar definitivamente...

Deus não permitiu que David edificasse tal casa, pois suas mãos estavam sujas de sangue. Em outras palavras David, como era um homem de guerra, era impuro para tal serviço, mas, Deus faz Aliança com David de que Seu DESCENDENTE. Falando de Um, lhe Edificaria Casa e seu Reino seria Eterno. 

SHLOMO HAMELECH (O Rei Salomão), edificou Casa ao Nosso Deus, feita com o mais fino ouro, crivada de pedras preciosas e prata e bronze a se perder a conta, além do melhor do Cedro do Líbano. Quando Shlomo foi inaugurar a Casa disse o que seu pai David parecia não fazer conta: "Nem os Céus dos céus, podem conter a Tua Glória", mesmo assim, O Eterno como fez com O MISHKAN, veio e entrou na Casa, a ponto dos sacerdotes não conseguirem entrar, pois A Presença do Eterno estava ali.

YESHUA BEN DAVID (Jesus, Filho de David), circuncidado ao oitavo dia, ao 40o, quando seus pais foram para O Pidion Haben (pagar o valor pelo filho primogênito exigido pela Lei), e para fazer os sacrifícios estabelecidos na Torah, encontram-se com o Ancião SHIMEON (Simeão), que disse: "Eterno, já podes recolher o teu servo, pois já me mostraste a Tua Salvação". 

Este que nasceu, O Filho do Deus Altíssimo não nasceu em pecado, mas, foi gerado pelo Espírito Santo numa das virgens de Israel, este, que viveu sem pecado, como se por toda a sua vida jamais comesse fermento para que não fosse contaminado, ELE É O SUMO SACERDOTE DA NOSSA FÉ. 

Certo dia um leproso, foi até Jesus e lhe disse: "Se quiseres podes me purificar!" e YESHUA lhe respondeu: "Quero, sê limpo, e o tocou!"

Yeshua não se contaminou com a Lepra, mas, a Sua Pureza transformou aquela vida...

Todos os ritos, toda a nossa busca, toda a nossa carência, toda a nossa sede, toda a nossa fome, todo o nosso vazio clama por Deus. Clama pelo Amor de Deus... 

Você pode querer lutar contra um TSUNAMI, mas, ele vai te engolir... Não há como fingir mais!!! O AMOR DE DEUS, em JESUS (em YESHUA), já arrebatou o teu coração... entregue-se a Ele!

Como viver? Com Ele.
Como  será daqui para frente? Nele.
Como fazer planos para o futuro? Pergunte a Ele.
Como sua vida pode ser transformada? Diga SIM, A ELE.

DELE POR ELE E PARA ELE SÃO TODAS AS COISAS. A ELE SEJA A GLÓRIA ETERNAMENTE! AMÉM.

KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem