quinta-feira, 1 de março de 2018

BROTHERS IN ARMS




Neste dia 01 de Março de 2018, recebi uma mensagem do meu amado Pastor Abel Alves de Moraes, sobre o "Dia do irmão", eu nem sabia que existia esse dia... Mas, tem dia pra tudo né?!

Mas, curiosamente nestes últimos dias várias vezes esse tema tem vindo à minha mente. 

A alegria de servir a Deus juntos; a chance de podermos servir uns aos outros e com isso gerar glória a Deus e testemunhos de amizade e alegria que ficarão para sempre em nossos corações. 

Mas, uma preocupação muito grande veio sobre o meu coração, sobre a triste sina de esquecermos que somos irmãos e passarmos a disputar, ou não se importar, ou ferir sem tratar, ou ser ferido sem falar e acostumar-se com essas coisas...

Fomos feitos por Deus adaptáveis, e essa graça, distorcemos e acabamos nos adaptando ao que é ruim, ao que não é para nós, ao desconfortável, ao caminho mais penoso, àquilo que Deus não sonhou para nós.

Quando nos vemos feridos, incompreendidos, esquecidos, injustiçados, procuramos nos defender, encontrar alguma cura para parar de sofrer, e quando percebemos que aquilo não nos matou, permitimos anticorpos para que não venhamos mais sofrer daquela maneira... Em outras palavras, nos adaptamos ao que não é bom, aquilo que Deus não sonhou para nós.

É sabido que uns são aprovados por Deus e outros não. Um irmão matou o outro na Bíblia por conta disso!

Como de fato será no dia do Galardão? Aquele dia que Diante do Trono, Jesus vai premiar os dignos de honra, enquanto muitíssimos que foram salvos, como que pelo fogo, não terão obras nenhumas para serem galardoados... Como será naquele dia?

Talvez a resposta sincera nos leve para lá, ou revele que precisamos nos arrepender e voltarmos para Deus nesta área...

"Quantas vezes devo perdoar o meu irmão?" - Perguntou Pedro a Jesus, acrescentando o seu limite de paciência: "até sete vezes?". Imagino Pedro com as mãos no pescoço de André e esperando Jesus dizer que eram só sete, para que ele o enforcasse...

Mas, Jesus lhe respondeu: "Até 70 x 7" e depois ainda acrescentou: "e não se ponha o sol sobre a tua ira"... Ou seja.... HOJE E SEMPRE!

Falando sobre Galardões e sobre Honra, no último final de semana num encontro da Casa Apostólica, grupo que reúne meus filhos ministeriais, fizemos uma dinâmica para declarar uns aos outros a importância de uns aos outros para as nossas vidas...

Que situação! Eu ali, um pai para apóstolos, pastores, ministros de nossa própria igreja e outros filhos cabeças de ministério de vários outros lugares... Tinha 300 selos, com desenhos de coroas (galardões), e 300 papéis de cartinhas, motivando que uns aos outros escrevessem recordando momentos bons e sendo gratos uns pela vida dos outros.

Porque "que situação?" Porque para quem eu deveria dar os meus selos e cartas? Certamente para todos! Com cada um em especial tenho recordações inesquecíveis. Cada um em especial tem sido amoroso, generoso, respeitoso, submisso e zeloso para romper seus próprios limites para juntos honrarmos a Deus... Mas, isso não responde a questão... Para quem eu deveria entregar os meus: "selos e cartinhas"... Dei um à minha esposa. A minha melhor amiga... A que aguenta tudo e está sempre perto.... É por mérito então? Não, não é! Todos têm méritos! Por amostragem? Por exemplo? Sim... e não! 

Tudo o que Deus fez é bom!
E foi Deus quem criou os nossos irmãos!

Ele fez os primogênitos, os do meio e os caçulas... Mas, Diante do Trono só teremos os Primogênitos: "Assembléia dos Primogênitos cujos nomes estão arrolados nos Céus".

Não há lugar para outros! E por isso, percebemos em toda a Bíblia que "Primogenitura se dá por uma atitude do filho, muito mais do que pela sorte, ou até Decisão de Deus de ter feito este ou aquele primogênito"

"Todos os primogênitos são meus", disse o Eterno, porém, Jacó, Benjamim, David e outros, não sendo os primeiros agiram como se fossem, portanto alcançaram para si mesmo justa proeminência!

Imaginem os irmãos de David, que foram rejeitados por Deus para a posição de ser Rei de Israel, em detrimento do jovenzinho ruivo? Entendemos então com clareza, por que seu irmão é tão rude com ele, quando David questiona sobre o prêmio para quem matasse a Golias...

Essas coisas feias todas porém, acabaram em Jesus, pois se antes do Nosso Glorioso Messias, os irmãos viviam se engalfinhando, enganando e até matando uns aos outros, como Caim e Abel, e Esaú e Jacó, em Cristo, os irmão são chamados para servirem juntos ao nosso Deus, como foram:

André e Pedro, João e Tiago. Sim, o André, bem provavelmente vai continuar perturbando o Pedro a ponto deste querer esgana-lo, porém, lembremos que foi justamente o André, que era discípulo de João Batista, que ao saber que Jesus era o Messias, foi correndo contar para quem? Para o seu IRMÃO Pedro...

Pedro teve muito mais proeminência que André nas Escrituras e em seu Apostolado, mas, André terá seu nome num dos fundamentos da Nova Jerusalém, juntamente com o nome de seu irmão... O Pedro.

Por isso, o André que há em mim, chama o Pedro que está em você (HOJE), para ver o Cristo que eu achei Nele(a)... 

Da mesma forma eu direi a todos, a respeito de cada um: "Eu achei Cristo nele, nela...", venha ver!

Vocês quando quebrarem o gelo da indiferença, perdoarem-se mutuamente por alguma desavença; enxergarem bem as possibilidades de viverem na mesma crença, poderão usufruir o Poder da mesma benção... a Benção da Unidade... pois...

"Como é bom e agradável (SHEVET - Sentar, no sentido de estar juntos nos momentos difíceis e celebrar juntos os momentos de alegria), que estejam os irmãos todos juntos em UNIDADE!

É como o Azeite da Unção sobre a cabeça, que escorre pelas barbas, as barbas de Arão;
É como o Refrigério que vem do Hermon, nos dias quentes de Jerusalém;
É Vida e... 
É Benção para SEMPRE!!!!

Dei meu outro galardão e cartinha pra Nádia Borovik, que me apresentou a vários de meus filhos ministeriais como um canal tremendo de relacionamentos e o outro ao meu filho Primogênito (fora da Igreja Betlehem, onde congrego), Apostolo Gerson Bueno. 

O primeiro que eu pude ungir Apóstolo, também o que não sendo de nossa igreja caminha comigo há mais tempo... Mais primogênito que os outros? Não! Porém Primogênito... Um símbolo de Deus para nós... A primogenitura!

Tá bom! Eu vou mandar a mensagem que o Pastor Abel me mandou se não alguém vai pensar que inventei tudo isso só pra dar recados... NÃO AMADOS! É DEUS MESMO!!!!!! kkkkkk

Eu olho pra vc, meu parceiro e tenho orgulho, Depois de tantas batalhas enfrentadas, algumas perdidas outras vencidas te acho um vencedor completo e está aí de pé, e com muita fé. Ninguém te derruba porque Deus é quem te sustenta, amigo guerreiro! Feliz mês dos irmãos!!! Vc é irmão, agradeço ao nosso pai por um irmão genuíno como vc, hoje é dia do irmão.


De coração, pode nem ser mesmo dia do irmão, mas, que o meu Pastor Abel, foi usado por Deus para trazer essa verdade aos nossos corações... Ah foi!

Tudo o que Deus faz é perfeito!
Somos seus filhos... Todos adotivos!
Porque Ele, Deus, era Pai de Um só, seu Filho Unigênito!
Mas, por seu próprio desprendimento Jesus, o nosso exemplo de Vida se fez o PRIMOGÊNITO dentre muitos irmãos...

Tomemos pois o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus e vamos nos amar uns aos outros, e sermos UM para que saibam que realmente foi O Pai quem enviou a Jesus Cristo, nosso Senhor e nosso amado "IRMÃO MAIS VELHO!"

Valeu Jesus! Nós te amamos!
Você merece toda a honra, todo o louvor, nossas ações de graça, nossos pedidos de perdão e nosso coração pronto a perdoar, pois, amado Jesus, nosso Senhor e Deus... O SENHOR É DEMAIS!

...Último pensamento...

Dias atrás estava assistindo um documentário de soldados que conseguiram sair com vida na Guerra da Coréia sob intenso fogo cruzado, sem comida, num inverno extremamente rigoroso, com a quase certeza que todos morreriam e ninguém se salvaria... Mais de 60 anos depois, aqueles (hoje), velhinhos sempre se encontram cada um com a sua farda, suas medalhas pois para sempre (foi o que o documentário revelou) eles eram "BROTHERS IN ARMS",  Irmãos de armas. Curiosamente com a mesma palavra "Arms" dizemos: "Braços"... Pensando nos meus amados irmãos em Cristo, com quem pela Eternidade terei a chance de conviver e daqui há alguns milhões de anos, quero ainda lembrar que os tive em meus braços tantas vezes e que juntos pelejamos o "Bom Combate" com as Armas da nossa Milícia, que não são carnais, mas, poderosas em Deus.

Feliz dia do Irmão, se é que isso existe! Meus "Brothers in arms" entenda como melhor você se sentir amado...

Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem