sexta-feira, 23 de novembro de 2018

A GRATIDÃO E A BLACK FRIDAY




A GRATIDÃO E A BLACK FRIDAY


Js. 22: 24 a 27 - "Pelo contrário, fizemos por causa da seguinte preocupação: amanhã vossos filhos talvez dirão a nossos filhos: Que tendes vós com o SENHOR, Deus de Israel? Pois o SENHOR pôs o Jordão por limite entre nós e vós, ó filhos de Rúben e filhos de Gade; não tendes parte no SENHOR; e, assim, bem poderiam os vossos filhos apartar os nossos do temor do SENHOR. Pelo que dissemos: preparemo-nos, edifiquemos um altar, não para holocausto, nem para sacrifício, mas, para que entre nós e vós e entre as nossas gerações depois de nós, nos seja testemunho, e possamos servir ao SENHOR diante dele com os nossos holocaustos, e os nossos sacrifícios, e as nossas ofertas pacíficas; e para que vossos filhos não digam amanhã a nossos filhos: Não tendes parte no SENHOR."

Quando as tribos de Israel que conquistaram a Terra Prometida estavam se despedindo, já que deram por encerrado aquele processo de domínio da Terra de Israel, duas tribos e meia (Ruben, Gade e metade da tribo de Manassés), tinham por quinhão terras do outro lado do Jordão e o que acima se deu foi no momento em que voltando para cruzar o rio, edificaram um Altar, coisa que parecia ser um pecado gravíssimo, já que Deus deixara claro que só haveria um lugar para que sacrifícios fossem feitos em Israel. 
Pinchás (Finéias), filho de Eleazar, um homem cheio do Zelo por Deus, vem tomar satisfação pronto para ordenar uma matança entre irmãos se constatasse que realmente haviam pecado, porém a resposta daqueles irmãos aos seus amados, é para nós um ensino que precisamos aprender...

Cada um de nós tem um propósito estabelecido por Deus, que a seu tempo se dará, em condições de pressão e temperatura que só Deus sabe, no local e hora que Ele planejou com quem Ele na Eternidade determinou... e por isso, as pessoas vem e vão em nossas vidas, sejam pais que na normalidade serão recolhidos pelo Senhor, irmãos que se casarão ou não, e seguirão seus caminhos, amigos tantos que passam por nossas vidas e com cada uma destas pessoas tivemos a oportunidade de em algum momento de nossas vidas sermos relevantes a elas, bem como elas a nós.

Tivemos a oportunidade de sonhar coisas, projetar, realizar, rir, chorar, concordar, discordar, abraçar e deixar de abraçar. 

Faz parte do processo, no entanto, há de Deus para conosco um mecanismo de proteção. Proteção de nós mesmos, para nós mesmos que é a GRATIDÃO. Ser gratos a Deus por sua ELEIÇÃO. Sua decisão de nos permitir viver aquele tempo, com aquelas pessoas, aquelas situações, aquelas emoções, aquelas conquistas ou experimentar o apoio naquelas derrotas... Tudo vem Dele. Tudo é pelo intermédio Dele e para Ele.

Nos faz bem, muito bem, no dia mau, lembrar do que é bom!

Lm. 3: 17 a 31 - "Afastou a paz de minha alma; esqueci-me do bem. Então, disse eu: já pereceu a minha glória, como também a minha esperança no SENHOR. Lembra-te da minha aflição e do meu pranto, do absinto e do veneno. Minha alma, continuamente, os recorda e se abate dentro de mim. Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.

É como um re-start numa máquina que emperrou... São as boas lembranças que temos que nos ajudarão a superar "momentos", que deverão ser esquecidos.

Nossa cultura ainda precisa mudar muito, nós que somos cristãos, pois no agitar dos anos que se aceleram cada vez mais, coamos o mosquito e engolimos o camelo, com influências tão longe dos valores e projetos de Deus para o Seu povo.

A Palavra de Deus relata um momento trágico na vida do Rei David, quando as suas mulheres e filhos, bem como todas as famílias de seus valentes foram sequestrados, bem como seus bens, da cidade de Ziclague, e David confiando em Deus que lhe disse que seria com ele e que o guiaria até os autores daquele mal terrível. Saindo sem destino, David e seus valentes encontram quase à morte um Egípcio, que havia sido deixado para morrer pois estava doente. David dá do melhor que havia consigo para alimentar e fortalecer aquele homem, e foi justamente este que conduziu David para reaver suas famílias e seus pertences. Lição: É O DIABO, que usa as pessoas e depois as joga fora, como se já tivessem cumprido o papel que lhes era devido... NÃO NÓS! NÃO OS SERVOS DO DEUS VIVO... Que o Rei David, nos ensine mais esta lição!

Quando há muitos anos atrás, Deus curou uma amada nossa de um câncer e realizou uma obra extraordinária na vida de um irmão querido, no mesmo dia, como que falando em alto e bom tom: "EM VERDADE EM VERDADE VOS DIGO", numa oração de gratidão, junto com minha esposa Karla, ouvi do Senhor: "Ensine o meu povo a ser grato, pois quanto mais eles forem gratos, mais ainda Eu os abençoarei."

Naquele dia nascia o que se transformou numa prática de nossa igreja, de um culto que chamamos: "Culto de Oferta de Gratidão ao Senhor", em que pessoas que viveram experiências extraordinárias com Deus narram seus testemunhos e depois todos juntos levantando bolos, doces, salgados, coisas que fizeram ou compraram para ofertar ao Nosso Deus neste dia, gritam em uma só voz: "OFERTA DE GRATIDÃO AO SENHOR!!!!!"

Esta é a expressão nossa, simples, particular de algo que Deus falou ao nosso coração. Tenho convicção que cada um de nós pode romper limites e fluir em gratidão a Deus, gratidão ao próximo, gratidão a muitos que caminharam conosco, por pouco ou muito tempo, mas, que como sempre, como todos, passam pelo dia da despedida.

Na luta por uma transformação de nossa cultura para que no Brasil valores dos Céus sejam estabelecidos, ver os brasileiros mergulharem tão profundamente (por incrível que pareça, até entre cristãos), no Holloween, deixando de celebrar a Reforma Protestante; ávidos pela Black Friday, sem sequer pensar no Thanksgiven, me faz pensar que na globalização temos escolhido ou nos tem sido impostos nas prateleiras de nossas vidas, não os tesouros dos melhores chocolates, tecnologias, costumes, artes, valores, tradições, mas, a escória dos enlatados, dos salgadinhos de isopor e das gorduras trans, que só tem nos engordado e produzido doenças e não nos sustentado, promovendo saúde e desenvolvimento.

Lutar contra a Black Friday e o Holoween? 
Não tenho tempo a perder!!!

Quero trazer à memória, o que me pode dar esperança!

Quero dizer: "Pai, muito obrigado! Eu vi o que O Senhor fez e tem feito! Quero te agradecer por aquela pessoa e aquela outra, e aquele amigo novo e aquele velho, e aquela pessoa que me tirou do sério, me fazendo ver que eu preciso mudar muito ainda... Quero agradecer ao Senhor e também a elas, a cada uma delas, porque quero que O Senhor, Pai, veja, que eu te amo de verdade, e a minha expressão de Amor a Ti, é manifestar Amor às pessoas que O Senhor tem colocado em meu caminho! 

Hoje não será para mim e para minha casa uma Sexta Negra...
Será o início de um SHABAT...

...UM SHABAT SHALOM!


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem