sexta-feira, 14 de setembro de 2018

VAYELECH - E PASSOU

VAYELECH - E PASSOU
Deuteronômio: 31: 1 a 30 
Oséias 14: 1 a 10; Miquéias 7: 18 a 20 e Joel 2: 15 a 27
Romanos 11: 1 a 36

As últimas palavras; os últimos dias; a despedida...
Moshe Rabeinu, que tentara convencer a Deus para que pudesse passar e ver a boa Terra ao ocidente do Jordão, já chegara à conclusão que não passaria e que Josué era a pessoa que levaria o povo a entrar para possuir a Terra de Israel.

Um dia Elias, achando que era único a quem Deus usava, ouviu algo semelhante. Ele não era o único e O Eterno lhe ordenou ungir Eliseu, profeta em seu lugar.

Eliahu Hanavi e Moshe Rabeinu, ambos se submeteram, viram e confiaram no limite dado por Deus a eles, por isso, puderam ir além do limite. Chamamos isso em inglês de "Braketrough", ir do outro lado da linha. Moisés que morreu no deserto, como diz a Torah, (num dos mistérios que a Vinda do Mashiach nos revelará), juntamente com Elias, (que subiu aos Céus sem conhecer a morte), encontraram-se com Yeshua, num Alto Monte da Terra de Israel (na TERRA PROMETIDA). 

Moisés em seus dias queria entrar para ver a "boa Terra que estava dalém do Jordão" e muitas vezes, como neste caso, nossa humanidade, nossa curta visão natural, nos impede de ver e muitas vezes de viver a profundidade e a imensidão da Bondade de Deus e da profunda riqueza da Sua Glória, manifesta em nós pelo seu propósito e pelos Planos, que tem para nós, que são Planos de Paz e de Bem, para que tenhamos uma Esperança e um Futuro Desejável.

Moisés e Elias (a Torah e os Profetas), vão dizer a Yeshua que havia chegado a hora da Cruz. Era a hora das últimas palavras, dos últimos dias; da despedida. Era a hora do "Braketrough" de Yeshua! E este sem dúvidas foi cumprir toda a Vontade do Pai.

Yeshua disse que os seus discípulos fariam as mesmas coisas que Ele, e que coisas ainda maiores fariam, pelo Espírito Santo, que viria sobre cada um de seus amigos.

Moshe diz a toda a nação: "Sede fortes e corajosos, não temam e nem se atemorizem".

Moshe, destacou a YEHOSHUA (Josué), chamando-o  diante de toda a congregação, impôs suas mãos sobre ele e lhe disse: - "SÊ FORTE E CORAJOSO, não tema e nem te atemorize, porque você fará este povo herdar a Terra que sob juramento O Eterno prometeu a seus pais..."

Depois disso o próprio Deus, por mais 4 vezes falou a mesma coisa a Josué: "Sê forte e corajoso, não temas e nem te espantes"; "Sê forte e corajoso"; "Sê forte e muito corajoso!"; "Não to mandei Eu, sê forte e mui corajoso?", e por fim (fatos narrados no livro de Josué), o povo de Israel diz ao seu novo líder: "Se O Eterno for contigo, assim como foi com Moshe, tudo o que disser, faremos e obedeceremos, sê forte e corajoso!"... 7 vezes a mesma frase foi ouvida por Josué, palavras para ele e para toda a nação de Israel!!!!

Quando alguém ouve algo assim: - "olha, eu tenho algo pra te contar, mas, você agora precisará ser forte! Sente-se!", a única coisa que queremos é que a pessoa diga logo o que ocorreu, para que tomemos alguma atitude. Sempre frases assim falam da morte de alguém, de algo terrível que ocorreu... Imaginem então o povo, e Josué ouvindo por 7 vezes que tinham de ser fortes e corajosos... O que será que teriam de enfrentar do outro lado do Jordão?

O Nosso Deus diz a Moisés, que Israel, depois que possuísse a Terra, iria se desviar, que o Seu povo ia se prostituir indo atrás de falsos deuses, anulando assim a Aliança que O Eterno fez com os filhos de Jacó, quando os introduziu na Terra que mana leite e mel. ("ERETZ ZAVAT HALAV U'DEVASH)

Moisés, autor de alguns salmos e cânticos, possui dois em especial que são marcos um para Deus e outro para o povo de Israel em sua história: O primeiro é O Cântico de Moshe será cantado no Céu, pois narra tudo o que O Eterno fez, para livrar o Seu povo do Egito e das mãos do Faraó. 

O Cântico de Moisés será entoado juntamente com O Cântico do Cordeiro (creio eu), que serão as proclamações de todos os santos, que contarão as grandes maravilhas que O Eterno fez na vida de cada um de nós... Também  é a minha forma de ver, pensar que este Cântico ainda está sendo escrito, do qual nós podemos e devemos acrescentar frases e estrofes, por todo o bem que YESHUA tem feito por nós... 

Mas, o segundo cântico de Moshe (que é a Parashá da próxima semana HAAZINU), é um cântico para ser cantado nesta Terra, de geração em geração. Você já o ouviu?

Porque será que existem tantos cânticos conhecidos em hebraico, tantas passagens da Torah, que conhecemos e cantamos, mas, O Cântico que Deus ordena que seja ensinado aos filhos de Israel de geração em geração, é desconhecido? 

Este cântico fala quem O Nosso Deus é; quanto Amor Ele manifestou por seu povo; também fala dos pecados que seu povo cometeu e tem cometido dando as costas para O Eterno e do Juízo que O Eterno executará contra as nações, para resgatar o Seu povo e para redimir a Sua Herança.

Este cântico que Deus ordena que seja cantado e ensinado aos filhos de Israel, para que pudesse ser ensinado aos filhos de seus filhos, é um CÓDIGO DE SALVAÇÃO. Quando queremos gravar alguma coisa, o fazemos cantando. Por isso a Torah como um todo é cantada, e por isso alguns trechos tornaram-se tão conhecidos, destacando-se com melodias próprias, para que sejam guardados na mente de seu povo. Este Cântico e estas advertências, parecem ter sido esquecidas ou reduzidas à menor importância, mesmo ante a clara advertência de Deus.

O Eterno, também mandou que Moshe escrevesse toda a Torah e o seu rolo deveria estar sempre junto da ARON KODESH, A ARON BRIT (A Arca Santa, a Arca da Aliança). No ano do Shemitah (Remissão), um Shabat de anos, ou seja, a cada 7 anos, na Festa de Tabernáculos, toda a Torah deveria ser lida para o povo, para que o povo conhecesse e se lembrasse de todas as Palavras do Eterno, pois estas Palavras de Deus para o seu povo, são a Vida "do" e "para" O Seu povo, porque estas palavras são uma pessoa, a saber: YESHUA!

O profeta Joel declara em sua profecia: "Toque a trombeta em Tzion, proclame um Santo Jejum... e então O Eterno se compadecerá do seu povo... os Montes se encherão de vinho novo e de azeite e de cereais..."

As últimas três Parashiot da TORAH, parecem guardar a mesma sequência: Na semana de Yom Teruá, lemos que MOSHE RABEINU, passa a falar ao povo suas últimas palavras (Ele é O Shofar do Eterno). Moshe chama o povo para ouvir o cântico: (HAAZINU - Ouçam!), "Rasguem os corações e não as vestes", disse Joel para o seu povo. Na semana do Yom Kipur, o Cântico de Haazinu, deveria nos fazer de fato chorar, porque ainda hoje, tendo sido restaurados pelo Eterno a ERETZ ISRAEL, o povo ainda pratica tantos pecados... Tanto sangue inocente derramado; tantas práticas abomináveis, sendo cometidos com o consentimento e aprovação dos Bnei Israel; Na Semana de Yom Kipur, o Cântico que deveria ser DECORADO por todo Israel, como um Código de Salvação, para que se voltassem de fato para Deus, tornou-se mais uma Parashá apenas, entre a última e a próxima... A Próxima é VEZOT HABERACHA (Esta é a Bênção!), em que MOSHE abençoa cada uma das tribos de Israel... Este é O DESEJO DE DEUS... Abençoar os seus filhos...

Mas, antes da BÊNÇÃO, antes de SUCOT (Tabernáculos), antes do deserto reverdecer e das árvores darem o seu fruto, e o vinho e o azeite junto com os cereais serem abundantes... O Povo precisa se humilhar Diante do Eterno e voltar para Ele... A Trombeta em Sião, adverte o Seu povo de que é hora de voltar!

As coisas de Deus são para o Povo de Deus. Os que não querem nada com Deus as consideram loucura e não lhe têm temor ou respeito... Para nós, a Torah e toda  a  Palavra de Deus foi escrita. Somos nós que Deus espera encontrar prostrados e humilhados sob Sua Poderosa Mão para que Ele possa nos abençoar e nos levantar!

Ouçam O Shofar ecoando, nos chamando DE VOLTA PARA DEUS... Ouça Deus nos lembrar com todas as letras, o que temos feito contra Ele. E se com o coração quebrantado e contrito, (tipo de coração que Ele jamais desprezará), voltarmos para Ele, O Eterno nos abençoará!

Depois que cruzaram O Jordão, YEHOSHUA circuncidou todo homem do povo que nasceu no deserto, depois celebraram o Pêssach e quando foram subir contra Jericó, O PRÍNCIPE DOS EXÉRCITOS DO ETERNO (SAR TZAVA ADONAI), Aquele que tem O Poder para Santificar um Lugar com a Sua Presença (O ÚNICO); Aquele que tem a Espada desembainhada (A Palavra Revelada do Nosso Deus), diz para Josué, como outrora falou a Moshe Rabeinu: "Tire as sandálias dos pés, pois o lugar aonde estás é Santo". 

Jericó, um lugar santo? CERTAMENTE NÃO! 

Mas, qualquer lugar aonde Ele está, este lugar é Santificado! QUEM É ELE?

MI ZE MELECH HAKAVOD? 
ADONAI IZUZ VEGUIBOR, 
ADONAI GUIBOR MILCHAMAH
(Quem é este Rei da Glória? 
O Eterno Forte e Poderoso, 
O ETERNO Poderoso nas Batalhas)

MI HU ZE MELECH HAKAVOD?
ADONAI TZEVAOT 
HU MELECH HAKAVOD! SELAH.
(Quem é Ele este Rei da Glória? 
O SENHOR DOS EXÉRCITOS, 
ELE É O REI DA GLÓRIA. SELAH.)

Ele é YESHUA, e tem a Espada desembainhada (A Palavra Revelada), e este disse para Josué: "Circuncide Jericó!" - Num dia darás uma volta em torno da cidade, no segundo dia mais uma volta, e assim até o sétimo dia. Porém neste sétimo dia, darás 7 voltas...

Fico imaginando o que, Josué que escutou 7 vezes: "Sê forte e corajoso", depois de ter obedecido a tudo o que O Eterno lhe havia dito, circuncidando o povo, celebrando O Pêssach, comido das novidades da Terra Prometida, quando estava dando a sétima e última volta ao redor de Jericó, deveria estar pensando: "O que será que Deus fará agora por nós, pelo seu povo?" Quando terminaram, os sacerdotes tocaram O Shofar... E as muralhas caíram!!!!!!

Deus circuncidou a Terra Prometida, arrancando Jericó, da face da Terra... Foi O Eterno quem realizou esta obra!

Ouça O Shofar, 
Se humilhe sob a POTENTE MÃO, do Nosso Deus.
Porque, hoje choramos por nossos pecados, amanhã com O MASHIACH, celebraremos A NOSSA REDENÇÃO E DE TODA A CASA DE ISRAEL.

MI HU ZE MELECH HAKAVOD?
YESHUA HAMASHIACH 
HU MELECH HAKAVOD! SELAH!



KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem