sábado, 11 de fevereiro de 2017

AS PEDRAS DE KFAR NAHUM



AS PEDRAS DE KFAR NAHUM

Marcos 3: 20 a 30; Mateus 11: 20 a 30 e 12: 22 a 45 e 
Lucas 11: 14 a 23; Lucas 7: 36 a 50 e 8: 1 a 3; 
Êxodo 7: 1 a 8: 19
Jonas: 1: 1 a 4: 11

Marcos 3: 20 e 21 - "Então, ele foi para casa. Não obstante, a multidão afluiu de novo, de tal modo que nem podiam comer. E quando os parentes de Jesus ouviram isto, saíram para o prender; porque diziam: Está fora de si."


"Em Deus não há treva alguma"; "Jesus veio para destruir as obras do Diabo"; "A Terra que estava em trevas viu brilhar grande Luz". Estas expressões todas apontam que Yeshua, o Rei do Reino, não veio a este mundo para negociar com o Diabo; ou para lhe propor uma trégua, ou mesmo para fazer um acordo sendo que uma certa quantidade de seres humanos seguiriam Satanás para o inferno e outra quantidade seriam salvos.

"Deus amou o mundo de tal maneira...", esta expressão salienta que a obra do MASHIACH é para todo o Mundo, e a vitória contra Satanás, contra o Pecado e a Morte foram absolutas, completas, na Morte e na Ressurreição de Yeshua Hamashiach. 

Esta Vitória foi conquistada sob forte oposição, tão intensa quanto hoje há para que esta Vitória, já conquistada não seja conhecida dos seres humanos, ou não seja usufruída, por aqueles a quem Deus ama. A oposição antes do Mashiach se deu de muitas maneiras, quando Ele veio a este mundo para nos conquistar a derradeira vitória, a maneira pela qual O Pai tinha planejado fazer, era uma total surpresa para o Mundo Espiritual da Maldade, e hoje, a luta continua, de um lado Deus usando pessoas e situações que todos achavam que seria impossível e ao mesmo tempo a oposição das trevas tentando cegar o entendimento se possível até dos eleitos, para que não vejam, não creiam, não se movam em fé, não manifestem as obras de Deus despojando Satanás de tudo o que nos foi conquistado por Yeshua .

Hoje entendemos vários tipos de dessabores que cercaram Yeshua, quando Ele ficou conhecido e afamado por todos, ainda que lutasse para que isso não ocorresse. Não adiantava dizer: - "não diga a ninguém quem te curou", as pessoas iam extasiadas pelos milagres, pelo poder contra as trevas e a fama de Yeshua ia se espalhando ainda mais... Imaginem só? Os parentes de Yeshua, seus primos (imagino); seus irmãos por certo, algum outro parente próximo ou amigo da família, vieram a Kafar Nahum, para prender Yeshua, dizendo que ele estava fora de si... FORA DE SI?

Quando alguém está fora de si, quem está dentre dele então? Assim como nossas mães e avós diziam: - "Mente vazia é oficina do Diabo"; quando um demônio é expulso e volta e vê a casa "VAZIA E ORNAMENTADA", ele vêm e traz sete demônios piores e o resultado final será ainda pior. 

O que insinuavam acerca de Yeshua? Que ele estava louco? Endemoninhado? Vieram prende-lo? Esta linha de ataques que Yeshua está para sofrer parece ser bem comum, já que o objetivo é tirar a credibilidade do que Yeshua realiza, como se fosse mais do mesmo, mais da religião operante ou algum tipo dos poderes das trevas... Vejam que isso se repete em outras situações de seu próprio ministério...

Por outro lado, é maravilhoso contemplar que Yeshua é adorado, honrado e apoiado, justamente por pessoas que experimentaram de seu amor, perdão e libertação.

Os religiosos fazem uma gravíssima acusação, que Yeshua estava expulsando demônios pelo poder de Belzebu (Baal Tzevu), o principado da Religião.

Este demônio que opera nas Religiões possui poder, e cativa seus adeptos em seus laços de morte, para levá-los ao inferno. No Egito, os magos repetiram os sinais que Moisés e Arão realizaram, de transformar um cajado em serpente, de transformar água em sangue, em fazer aparecer rãs, mas, quando o pó da Terra transformou-se em piolhos, e os magos do Egito não puderam mais reproduzir aqueles sinais através de enganos, truques e encantamentos eles reconheceram: - "É o Dedo de Deus". Pois Yeshua disse: - "Se Eu expulso demônios por Belzebu, por quem expulsam os vossos filhos? Mas, se Eu expulso demônios pelo Dedo de Deus, certamente O Reino de Deus é chegado sobre vós".

A manifestação visível do Reino de Deus é que as trevas são dissipadas. Este poder maravilhoso do Mashiach desfazendo trevas,  quebrando cadeias infernais e libertando o povo de Deus foi maliciosamente comparado com o poder da Religião que não liberta as pessoas, apenas as engana para uma prisão maior, em homens, demônios e práticas, mais baixas ainda do que anteriormente eram praticadas...

Yeshua os adverte que quem pecar contra O Filho poderá ser perdoado, mas, quem pecar contra O Espírito de Deus, não poderá ser mais perdoado.... E por que não? Porque se é O Espírito de Deus, quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo, afastando de nós o próprio Espírito, quem há de interceder por nós, ou quem há de nos convencer a voltar?

A profundidade do embate com as trevas revela o nível do impacto espiritual que Yeshua estava causando, com seu Amor e Poder.

Uma mulher pecadora, amada, como nunca ninguém jamais lhe amou, vem por detrás de onde Yeshua estava assentado na casa de pessoas importantes e lava seus pés com suas lágrimas e com seus beijos de amor e depois os enxuga com seus próprios cabelos, devotada, rendida diante do Verdadeiro Amor de sua vida.

Mulheres de quem tinham saído demônios, agora libertas passaram a servir a Yeshua, a acompanha-lo e a servi-lo inclusive com seus bens, como Suzana.

Percebam a luta, de um lado oposição, afrontas, zombaria, desconfiança e por outro lado, a mais profunda adoração, devoção, entrega, confiança, amor... Não há como ficar indiferente a Yeshua, ou você O ama e O adora e por isso O serve, ou você espalha!

Yeshua depois de tantos sinais não só em Kfar Nahum como em Beit Tzaida e Chorazim, amaldiçoa as cidades que hoje séculos depois se transformaram num museu a céu aberto. 

Quando visitamos a famosa Kfar Nahum hoje e vemos aquelas pedras negras, pedras basálticas, que serviram para edificar as casas, uma delas, onde Yeshua viveu, quase as podemos ouvir pregando contra nós... 

De muitas maneiras "as Pedras clamam em Israel", em Kfar Nahum elas clamam a nós dizendo: - "Quando virem os sinais da Graça e da Bondade de Deus, convertam-se!" 

Aquela cidade viveu momentos gloriosos, quando Yeshua esteve ali. Eles foram curados, libertos, ouviram as Palavras do Amor de Deus e muitíssimos dos seus habitantes comeram dos pães que Yeshua multiplicou. Ele ressuscitou mortos ali, curou leprosos, abriu olhos de cegos e curou surdos entre eles, mas, Kafar Nahum não se voltou a Deus...

Há tantos lugares onde Deus decide estar. É um propósito do Seu Favor por nós. De repente quem não imaginávamos começa a ser usado; o que não esperávamos começa a ocorrer; recursos começam a chegar e então a multidão vem! Porque? Tudo por amor! 

O que se espera? Mudança, verdadeiras conversões, amor, lealdade, um desejo de ser santo, porque Ele é Santo. Uma paixão por anunciar que Ele vive e então mostrar que o Seu Poder ainda opera em nós, mas, infelizmente muitas vezes só se descobre em lugares assim: orgulho, desperdício de recursos do Reino, a fama de alguns,  as disputas, o comércio da fé, práticas piores do que antes de Deus se derramar sobre aquele povo.

Em Kfar Nahum  hoje,  existe uma Catedral  Católica construída sobre uma antiga habitação que em suas ruínas apresentam pedras mais antigas, como as que construíram as demais habitações naquela cidade, e outras mais recentes, embora, ainda dos primeiros séculos do cristianismo onde se construíu o que parece uma igreja, um construção octogonal como a arquitetura cristã daquela época.

Há relatos de peregrinos desde o final do primeiro século que iam até este lugar, e que hoje tornou-se num montão de pedras, sob uma Catedral idólatra, mas, que no passado era a casa de Kefas (Pedro), onde Yeshua curou a sua sogra, e diante da porta daquela casa rústica, multidões vieram para que Ele as curasse e libertasse, naquele mesmo dia Glorioso em que os seus sinais foram manifestos para aquelas pessoas, diante do testemunho de todas  aquelas pedras... pois hoje, a Glória se foi de Kfar Nahum, e só restaram as pedras para nos dizer:

Converta-se mesmo! Experimente a Bondade de Deus e entregue logo seu coração e destino a Ele. Não se satisfaça com a fama de Deus estar operando em sua vida e ministério, dê a Ele a primazia de tudo, pois senão um dia é capaz que construam uma catedral sobre a sua vida dizendo: "Esta pessoa, ou este lugar foram gloriosamente usados por Deus", mas, infelizmente você estará no inferno, pois, ouviu e viu a Palavra e o Poder de Deus, mas, não deixou que Ele reinasse em sua vida, família, igreja, ministério...

Haverá menos rigor para os habitantes de Tiro e de Sidom que jamais ouviram e viram os sinais de Deus, do que para Chorazim e Beit Tzaida. Se Sodoma, tivesse visto os milagres que viu Kfar Nahum, teria sido preservada, mas, o orgulho que adveio por conta dos sinais que Yeshua ali praticou os levou ao inferno, pois jamais se arrependeram.

A maldade foi tão grande daquela geração em Kfar Nahum, que alguns de seus religiosos pediram a Yeshua algum sinal... Como assim? Se eles não reconheceram os cegos vendo, os surdos que voltaram a ouvir, os mortos que ressuscitaram, se esqueceram dos pães e peixes que comeram, para tal povo nunca haverá sinal algum que os comova e que lhes seja de motivo para converter os seus corações... Pois Yeshua disse que os Ninivitas, se levantarão para julgá-los, pois se arrependeram quando ouviram a pregação de Jonas, e aquela geração que ouviu e viu alguém maior do que Jonas O rejeitou! Para eles só haverá um sinal: O SINAL DE JONAS! Que sinal é esse? A RESSURREIÇÃO!

Se não creram no que viram, ouviram e comeram, crerão quando disserem que Ele depois de crucificado e morto voltou a viver? 

A BONDADE E A MISERICÓRDIA DE DEUS

Mateus 11: 25 a 30 - "Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve."

Deus continua sendo Deus quando as pessoas dão as costas para Ele. Ele é eterno, e as pessoas passageiras. Deus decidiu revelar aos pequeninos, aos pobres, aos necessitados, aos que dependem Dele e que são gratos a Ele por isso... já que os poderosos, os ricos, os fortes muitas vezes acham que se garantem por seus recursos, por sua popularidade, por sua força e inteligência... Pois Deus decidiu, revelar-se aos simples, aos mansos, aos humildes de coração.

Não há caminho ao Pai, que não O Filho. Não há!

Portanto vamos a Ele!
Quem temos no Céu além de Ti oh Deus?
Quem nos amou tanto, a ponto de nos enviar seu próprio Filho?
Quem se revelou a nós em Amor e ainda faz isso hoje através de Seu Espírito, que não Yeshua?

Ele disse àquela geração e diz hoje a nós: - "Vinde a Mim!"

Os orgulhosos também se cansam, e por mais riquezas que possuam também se decepcionam e se frustram. Há um peso que não tínhamos de carregar, há uma dor que não tínhamos que suportar mais, há uma cadeia da qual só Ele pode nos libertar, há uma angústia que Nele se desfaz, há uma Alegria da qual Ele é a fonte... Os quebrantados e humildes de coração, Ele jamais rejeitará!

As mulheres que passaram a acompanhar Yeshua, marginalizadas por terem sido pecadoras, por serem mulheres, por terem sido possuídas por demônios, muitas delas, eram o exemplo de que aos olhos do Mundo, podemos ser os mais desprezados, mas, eram pessoas como aquelas mulheres, que deram sustentação ao Ministério de Yeshua, inclusive com os seus bens... 

Será que Deus não podia levantar mantenedores mais arrumadinhos do que aquelas mulheres, não? Claro que podia, mas, para qualquer pessoa, a Fonte é Deus! Quando alguém acha que a Fonte é sua e que os recursos são seus, um dia tais recursos acabarão, e a vida se extinguirá, e a vergonha e o esquecimento os cobrirão, mas, há aqueles que pelo Amor manifesto por Yeshua se apegam a Ele, e consideram que tudo o que possuem, veio das Mãos Dele, e por isso tão generosamente entregam e participam porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas... De qual dos dois grupos quer pertencer? dos simples e pobres (mas, ricos), ou dos poderosos e milionários (porém, miseráveis)? Sua decisão baseia-se num só nome: 


YESHUA!

KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


LEIA TAMBÉM O COMENTÁRIO DA PARASHAT HASHAVUA (A Porção da semana): BESHELACH (Click aqui)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem