sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

2013 - A PALAVRA E O ESPÍRITO SANTO


Muito semelhante à passagem do ano de 1999 para 2000, em que o mundo inteiro se interessava por assuntos relacionados ao Fim do Mundo, e na Igreja, todos aguardavam para qualquer momento o Rapto da Noiva, nesta virada de 2012 para 2013, muitos se decepcionaram por não ter havido nenhum fato relevante que poderia apontar para o cumprimento da "profecia maia", do fim do mundo, ou os sinais evidentes da manifestação do Anticristo, e (novamente) o Rapto da Igreja, mas, ainda estamos aqui!
E as coisas aparentemente estão iguais, como se mais uma vez todos esperassem algo que jamais vai acontecer, visto que o mundo tem tomado seu próprio caminho como desde o início.

Amados, já é esta a segunda carta que vos escrevo; em ambas as quais desperto com admoestações o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, dado mediante os vossos apóstolos; sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. Pois eles de propósito ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste; pelas quais coisas pereceu o mundo de então, afogado em água; mas os céus e a terra de agora, pela mesma palavra, têm sido guardados para o fogo, sendo reservados para o dia do juízo e da perdição dos homens ímpios. Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se. (2Pe 3:1-9)


Minha percepção pessoal é que na virada deste milênio, a Igreja de Cristo buscou novos focos de atuação, e se vislumbrou aqui no Brasil por exemplo, o grande avivamento tão esperado, com visões de crescimento de Igreja e métodos de discipular as multidões, e conquanto é inquestionável que Deus fez coisas extraordinárias no Brasil, também é indiscutível que o Evangelho dilui-se, e na larga experiência humana de adaptar-se à toda e  qualquer situação, temos como igreja nos adaptado ao fato de Jesus não ter voltado como nós tanto esperávamos.

Creio ser uma boa hora pra oração e para estarmos com os ouvidos abertos e atentos à Voz de Deus, porque assim como os movimentos de crescimento de Igreja e Conquistas de Cidades e Transformação do Mundo, proliferaram nesta última década, em que nos frustramos por Jesus não ter voltado, o "Bug do Milênio que apavorou os profissionais de informática no final do Séc. XX, não é em nada comparável ao alarde e livros e filmes, que o Calendário Maia gerou, e que agora tornou-se numa grande decepção...

Havia um frenesi para o início de 2012, mas, agora para 2013, parece ser só mais um ano... E na ânsia de buscar meios para mobilizar e motivar as pessoas, creio que precisamos ser muito cuidadosos e voltarmos para o Nosso Lugar de Segurança.

Durante o Dilúvio, Deus escondeu Noé e sua família numa Arca que demorou 120 anos para ser construída. Este período fala da extensão máxima da vida de um ser humano, a partir de Noé. Isso quer dizer, que para termos um lugar de abrigo nos dias difíceis, precisamos empenhar toda nossa vida por construir este lugar. Pois bem, este momento em que vivemos é um momento difícil. Não sabemos de fato o que está por acontecer, e o lugar mais seguro é: A PALAVRA E O ESPÍRITO DE DEUS! OS FUNDAMENTOS DA NOSSA FÉ! Voltemos todos pra lá!
(Curioso é que a palavra onde hoje os judeus guardam as Torah´s, chama-se ARON KODESH - "Arca Santa" - Sem dúvidas é uma alusão à Arca de Noé. É hora de entrarmos na Arca - Palavra de Deus - e só sairmos de lá quando realmente soubermos o que é para ser feito!)

Nós temos o Espírito Santo e nó temos a Palavra de Deus

Sempre me pego pensando nas dificuldades diferentes que Moisés e Paulo tiveram em seus ministérios, por lidar com os extremos: 

O primeiro tinha um povo que recebera a Palavra de Deus (A TORAH), mas, que rejeitou a proximidade de Deus, rejeitou O Espírito, o que levou Moisés a suspirar e dizer: "Quem dera que todos profetizassem?"

Já Paulo, lidava com pessoas que haviam sido cheias do Espírito de Deus, como por exemplo na Igreja de Corinto, porém, não conheciam a Palavra, e O Apóstolo dos Gentios, esforçou-se em suas cartas e certamente em toda sua vida, para instruir tais pessoas nos fundamento de todas as coisas que são as Escrituras, onde nossa Fé é firmada.

Hoje quando ministramos ou somos ministrados, precisamos ter noção deste problema. Temos hoje no Brasil, uma multidão extraordinária que se converteu nos últimos 10 anos, e que não conhece a Palavra. A grande maioria vai para os cultos sem levar a Bíblia, e os smartfones (que são uma boa desculpa pra este fenômeno), permitem que acompanhemos o pregador, mas, não é bom para estudarmos, e lermos um texto e então sermos levados para outro... Ainda talvez sejamos muito inexperientes nestas novas mídias para as Sagradas Escrituras.

No que tange o espiritual, vemos infelizmente que muitas pessoas foram levadas à uma experiência almática, e até alguns sinais espirituais passaram a ser produzidos em laboratório, e muitos que creram inicialmente, começam a perceber que há algo de errado, e muitos chegam à conclusão que o errado é servir a Deus.

A Santidade, perpetuada pela força do braço durante alguns anos, hoje cedeu ao pecado sexual, à uma vida absolutamente igual à de qualquer pessoa comum, que não teme a Deus, porque não fomos levados à uma experiência verdadeira com Deus, mas, com uma doutrina que é certo ser santo e ser santo é não pecar, então, criamos vários dogmas, para que os jovens não namorassem, não se beijassem, e eles obedeceram... até pecarem, porque isso foi de novo escrito em tábuas de pedra nas igrejas e denominações, e não nas tábuas do coração de nossos jovens, irmãos e irmãs.

Não, não estamos perdendo, O Evangelho de Cristo não está em crise, pelo contrário! O inferno acha que está nos cercando, mas, nós é que o estamos cercando!

Porém, não é hora também para ufanismo! É hora para buscarmos a nossa mais poderosa arma de guerra: A NOSSA TOTAL DEPENDÊNCIA DE DEUS, através do reconhecimento de que somos homens, falhos e que como LÍDERES, falhamos muito! E temos falhado!

Somos um povo idólatra, somos um povo místico, e temos uma tendência terrível de nos associarmos com o mal, e com o que Deus reprova e abomina.

No passado por certo, muitos de nós íamos até os adivinhadores, prognosticadores, cartomantes, mães de santo, para saber o futuro. Muitos iam até as praias fazer oferendas, pular ondas, renovar pactos e realizar ritos, com o único objetivo de ter uma vida pacata e próspera, no novo período que se aproximava. Mas, nós nos convertemos não foi? E porque tais práticas ainda estão no nosso meio?

É claro que Deus usa os seus profetas! E continuará os usando! Porém, o Espírito que atua nos profetas, é o mesmo Espírito que te leva confessar Jesus como Senhor! 
É claro que Deus usa os seus profetas, mas, continuamos no final dos cultos procurar pessoas que orem por nós para dizer como será nossa semana, se vamos ter saúde e emprego e qual a cor do próximo carro que vamos comprar, porque "queremos ser guiados por Deus".

Quantos de nós acostumou-se com o Ano Apostólico deste ou daquele, e hoje com a velocidade de comunicação temos no mesmo ano, o Ano Apostólico e Profético de uma dúzia de pessoas "todas elas bíblicas", todas com um ótimo exemplo de vida... Igualzinho ao Supermercado:: "Passe com seu carrinho, e pegue o produto, que melhor lhe satisfizer, é claro! E não se esqueça da equação: Custo X Benefício, para esta decisão tão importante!"

Me arrepio e fico muito triste quando vejo, a Igreja de Cristo, se deixando levar pelas "fábulas judaicas". Falamos tanto (com total desconhecimento), da Cabala (Kabalah), e em quebra de maldições rejeitamos o que já se leu em algum livro deste assunto, MAS...

Cá estamos nós vendo as letras que correspondem aos números do ano do calendário judaico, para definirmos qual e como será a direção e o ano que estamos entrando... MEU DEUS! Quem vos fascinou?

MEU DEUS! Ano 5773, 4, 5 do que? Da Criação do Mundo, irmão? Você acredita nesta fábula judaica, que contrapõe o que Deus disse a respeito do que deveria guiar as nossas vidas e apontar para  Ele?

O nosso ano de 2013, 4, 5 do que? Amado, assim como ninguém sabe ao certo o ano do nascimento de Jesus (2, 4, 6 ou 7 antes de Cristo), se Deus quisesse que soubéssemos quando Jesus nasceu, se isso fosse relevante para nós, estaria EXPRESSO NA BÍBLIA! O que está expresso é sobre a Sua Morte! Que se deu na Páscoa, no Primeiro Mês do Ano, no principal dos meses, porque neste mês, Deus tirou o seu povo da Casa da servidão no Egito, e nós da escravidão do pecado.

Quando pensamos no ano de 5 mil e alguma coisa, ou no ano de 2 mil e alguma coisa, e queremos buscar inspiração profética, deixamos A PALAVRA, que nos exorta a observar o que Ele deixou como sinal!

Na Palavra de Deus, somos advertidos, de que mudariam os tempos e as leis, e estamos nós aqui, buscando revelação de Deus, através da Borra de Café, ou dos búzios, ou da guematria? Amados! Vamos voltar!

Estive lendo novamente o que O Apóstolo Paulo escreve a seus filhos Timóteo e Tito, instruindo-os quanto ao Ministério de Cristo, ao qual foram encomendados, e hoje eu, pai de pastores, apóstolos, profetas, mestres, evangelistas, escrevo em primeiro lugar para estes filhos que Deus me tem dado, e cujo peso de responsabilidade cai sobre mim. Um pai preocupado com os filhos, este é o sentimento do Apóstolo dos Gentios, O Nosso Apóstolo, quando escreveu as coisas que tomo, para hoje exortar, a que voltemos para Cristo e para A Sua Palavra.


Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.  (2Ti 4:3-4)


Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada, (1Ti 4:1-2)


Este testemunho é verdadeiro. Portanto repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé, não dando ouvidos a fábulas judaicas, nem a mandamentos de homens que se desviam da verdade. 
(Tit 1:13-14)


Somos pessoas, com um destino, com um nome, com um propósito da parte de Deus, não somos gado! Não somos um número, não podemos tratar os Santos, por atacado, Deus conhece o nosso Coração e Ele nos chamou pelo nome e nos deu um Sobrenome ainda que não o Conhecêssemos.
Deus sim, deu à Igreja os ministérios do Cordeiro, porém, se Ele fosse usar apenas os Ministros, porque daria O Espírito a todo aquele que crê? Deus têm e vai fazer algo especial e único com cada filho seu, e cabe a nós ministros do Cordeiro, ajudar cada santo a preparar-se para esta tarefa!

Não podemos trazer as pessoas a nós! Temos que levá-las a Cristo!

Está escrito que só há um Mediador entre Deus e os homens - Jesus Cristo, homem. Mas, nós nos tornamos Mediadores, entre as pessoas e o espiritual, quando nos colocamos mais espirituais que elas, e quando permitimos que elas creiam que é através da nossa vida que Deus falará a elas e que elas devem esperar uma direção vinda de nós, para que conduzam suas vidas. 

A nossa individualidade como pessoa, como família, como congregação, como povo de um determinado país precisa ser respeitada, e ao mesmo tempo nós somos A IGREJA DE CRISTO (Única, Universal, Indivisível), temos que entender os dois lados desta verdade!

Portanto se é que posso te aconselhar:

- Vá ler a Bíblia e Ore, e peça pra Deus falar contigo. Fique atento, Deus pode falar contigo, num pensamento, numa pregação com teu pastor, através de uma conversa, de um sonho, fique atento, Deus te ama e Ele se faz achado de quem o busca.

- Ouça o que Deus falar com teus líderes imediatos: Teus pais, teus pastores. Deus tem um propósito pessoal pra você, mas, Ele também te semeou, para fazer parte de algo maior, e que vai se manifestar através da tua família e da congregação a qual você pertence.

- Ouça as palavras proféticas, as Guias proféticas, os Conselhos todos, (como estes que estou escrevendo), mas, tome isso, como uma multidão de conselhos, (onde a Bíblia diz que há sabedoria), e tire as suas próprias conclusões! Sabe porque? Porque você é único(a). Porque através de coisas que Deus pode estar falando com pessoas do mundo inteiro, Ele pode ter algo específico para você, e portanto, precisamos depender Dele! 

- Admire seus líderes espirituais, mas, não os idolatre! Eles são homens e mulheres e por isso são falhos. O maior aprendizado que você pode receber de seus pais é que eles erram. Se você percebeu que seus pais são falhos, pode acreditar: Eles fizeram um bom serviço! Porque quando os pais tentam mostrar para os filhos que eles são super-heróis, certamente a decepção será grande quando perceberem que todos nós somos falhos. Agora, se seus pais te ensinaram a observar todas as coisas, e reter o que é bom, eles, ensinaram algo que vai te abençoar para a vida toda.

Ensinado desta forma quando você for levantado como um ministro de Deus, não terá problemas de voltar atrás em decisões erradas que porventura tomar, porque você não se mostrou como alguém acima do bem e do mal. Quando você confessar teus erros publicamente, estará ensinando que este é o caminho para O Verdadeiro Arrependimento.

Quer concordemos com isso ou não, as pessoas vão perceber que erramos, e poderão seguir o exemplo de nossa obstinação, ou do nosso quebrantamento. Você está sendo observado, e teus filhos serão mais do que você! Se você for um bom exemplo, eles serão melhores do que você! Se você for um péssimo exemplo, eles serão piores do que você! Mas, seus filhos certamente serão mais do que você! O que deseja para eles?

O que Deus falou com você? Qual a esperança do teu Chamado em Cristo Jesus? Volte para o firme fundamento de Deus em sua Vida que é Cristo! Cristo em nós, Esperança de Glória!


Eu tenho também uma direção para te dar a respeito de 2013. Tenho uma palavra para o ano de 2013...


Será O Ano Apostólico e Profético e Pastoral e Evangelístico e de Ensino de YESHUA HAMASHIACH (Jesus - O Ungido de Deus).

Dele, por meio Dele e para Ele são todas as coisas! A Ele a Glória Eternamente! Amém!

Um ano Glorioso Nele!




Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem