quarta-feira, 14 de março de 2012

QUEM É QUEM? Deus


"Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?..." (Sl.22:1)


Para os cristãos o Salmo 22 narra uma visão absolutamente clara do momento da crucificação, quando no Monte da Caveira, Yeshua, foi pendurado tornando-se maldito (porque a Lei dizia: "... porquanto aquele que é pendurado é maldito de Deus..." -Dt. 21:23), levando sobre si, os pecados da humanidade, já que nunca pecou contra Deus e contra a Sua Palavra, mesmo assim foi injustamente réu de morte, assim como os animais que eram sacrificados pelos pecados das pessoas. Através de imposição de mãos os pecados lhes eram transferidos, e o sangue derramado destes animaizinhos cobriam os pecados dos sacerdotes, das pessoas, das famílias e da nação. O Sangue de Yeshua, este Justo, O Cordeiro de Deus, foi derramado para a  Remissão dos pecados de todos os que buscarem abrigo no Deus Vivo, manifesto através da Torah e de todos os Profetas.

Para os judeus no entanto, esta hipótese é absolutamente descartada, e a descrição do Salmo Profético de David, é visto como uma clara e profunda visão dos dias em que o povo judeu viveu, sob o domínio do rei Assuero, sob a influência do maligno Haman.

De qualquer forma, Deus sequer é citado no Livro de Ester, e questionado na Cruz por YESHUA, Deus não lhe responde palavra!

Hoje vejo meu filho de pouco mais de um ano correr para um brinquedo, ou para os braços de alguém, de repente voltar-se e olhar para mim, para saber se eu estou lá. Esta necessidade de respaldo, de saber que há alguém mais poderoso e dono da situação que está nos olhando e pronto para nos socorrer é uma sensação exageradamente humana, fruto do nosso afastamento do mundo espiritual, por conta do pecado. 

Refletimos, cremos e então nos sentimos seguros, na maioria das vezes, por aquilo que vemos, contamos, podemos guardar e cuidar, e o campo da fé, passa ser inexplorado cada dia mais e mais, e portanto, tornar-se muito mais um jogo de azar "o confiar", do que a CERTEZA do que vai acontecer pelo que foi dito.

Aquele que era, que é e que há de vir

A Eternidade de Deus tão dificilmente compreendida por nós que vivemos presos no tempo, é sintetizada com a certeza que Ele não muda! É inesgotável, incontável, imensurável, mas, ao mesmo tempo Deus, Pai, Nosso Abrigo, Refúgio, Segurança, Justiça, Shalom, Amor, ESTÁVEL! Ele É. Ele será, O que Ele foi, É o que Ele será! E quando não nos aproximamos Dele, com nossa mente, com nossas medidas, com a capacidade mental que possuímos para compreendê-lo, mas, com EMUNAH (Fé - CERTEZA), o alcançamos em Espírito através do nosso espírito.

O Salmo 22 foi composto por David segundo a Melodia da Ayelet Hashachar (A corça da Aurora - da manhã).
Assim como a Luz do dia surge afugentando as trevas e os primeiros raios se assemelham  aos chifres dos cervos,  a certeza que temos que o nosso choro pode perdurar por uma noite, mas, a alegria vêm pela manhã (Sl. 30:5).
O Sol da Justiça vai brilhar, sabemos por que sabemos! David, neste Salmo profético aponta para o seu povo, que a esperança virá! Que assim como O Sol da Justiça vai nascer, as trevas, a escuridão, o medo vão passar. Há uma terrível luta entre a Esperança de Deus, profetizada por David, e O Desespero, proclamado pelas trevas.

Há uma confusão grande com a expressão "Estrela da Manhã", expressão usada na maioria das versões em português da Bíblia Sagrada para o texto de Isaías 14 que fala da queda de Satanás. Muitos cristãos, inclusive adoradores, se perguntam: Quem é a Estrela da Manhã? Yeshua (Jesus), ou Satanás? 
A expressão em Isaias é Heillel ben Hashachar (falamos disto em artigo anterior. "O Portador da Luz - Lux ferr - Lucifer - filho da manhã, da Aurora do Alvorecer"). O planeta Venus, chamado comumente de Estrela D´Alva, simboliza esta expressão. Mas, é bom lembrar, que este planeta só brilha no Amanhecer, porque O Sol, lhe dá luz. Satanás, nunca teve luz própria, ele apenas era "Portador da Luz", daquele que é a Luz do Universo e a Nossa Luz.
A expressão hebraica para RESPLANDECENTE ESTRELA DA MANHÃ é CHOCHVI NEGAH HASHACHAR (Estrela Brilhante, Resplandescente da Manhã - em outras palavras  AYELET HASHACHAR - Corça da manhã, Sol da Justiça, Nosso Redentor, Nosso Libertador, Nossa Esperança). David, ao compor o Salmo 22, fala de uma pessoa, Ele sofreu, mas, é a certeza de que o seu sofrimento se transformará em alegres louvores para O Nosso Deus através das nossas vidas.

Aquele que foi desprezado pelos seus, Aquele que sofreu o preço da condenação que não merecia, Aquele que clamou e não obteve resposta, Ele se compadece e se  compadecerá do aflito e do necessitado, Ele é a resposta para os desesperados, para os que acham que não haverá mais solução, Ele é a Luz, Ele é a Nossa Justiça.  

Porque não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem dele escondeu o seu rosto; antes, quando ele clamou, o ouviu. De ti vem o meu louvor na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem. Os sofredores comerão e se fartarão; louvarão ao Senhor os que o buscam. Que o vosso coração viva eternamente! (Sl. 22:24-26)

Quando na Cruz, Yeshua foi pendurado, e se fez pecado em nosso lugar, O Pai Santo, sequer lhe deu resposta, porque o pecado faz separação entre A Sua Santidade e os NOSSOS PECADOS. Eram os meus pecados, os pecados do Mundo. Os pecados daquela geração incrédula, os pecados de todos que haviam morrido, na fiel expectativa que ainda se manifestaria um para esmagar a cabeça da serpente. Todos os que fielmente faziam os seus sacrifícios, e  impunham as mãos sobre ovelhas e novilhos e cabritos e pombinhas, o faziam na Esperança do Sacrifício Perfeito, e este foi YESHUA. Todos os que estão vivos, ou vierem a nascer, só terão acesso ao Pai, se seus pecados forem lavados com sangue. Sem sangue não há remissão de pecados!

Nos dias de Ester, Haman, levantou uma forca de cerca de 25 metros de altura, mas, ele o mal, foi levantado naquela forca. E eu creio que uma forca daquele tamanho devia poder ser notada de qualquer lugar daquela cidade de Susan.
Semelhantemente no deserto, durante a peregrinação, quando o povo murmurou contra Deus e contra Moisés, subiram serpentes abrasadoras, e muitos do povo morreram e Deus ordenou que Moisés fizesse uma Serpente de bronze, e a levantasse numa haste, e todos os que olhassem para aquela Serpente (simbolo do mal, símbolo do que destruiu o povo), seriam sarados.

Da mesma maneira está escrito: "Se vos falei de coisas terrestres, e não credes, como crereis, se vos falar das celestiais? Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem. E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." 
(Jo. 3:12-16) - Ele se fez pecado, para que os nossos pecados fossem perdoados. Todos os que olharem para Ele, que tomou todo o Mal sobre si, serão livres do mal; Ele se fez maldição, para que as bênçãos prometidas à Abraão chegassem até nós; Ele se fez enfermo, para que a cura de Deus nos alcançasse; Ele se entregou à condenação do pecado que é a morte, para que a Vida de Deus, nos fosse dada.

Ele não obtendo resposta do Pai, não deixou de falar com Ele! Ele sabia que o Pai estava lá! Mordecai, não obtendo resposta naqueles dias tão cruéis, vestiu-se de saco, cobriu-se de cinzas, porque O AYELET HASHACHAR (A Corça da Manhã), é a nossa garantia diante do Pai.
Haman e seus filhos cercaram os judeus, cobiçavam seus bens, ameaçavam de morte e de todo tipo de violência, mas, Mordecai e todos do povo clamaram Àquele que podia lhes responder. 
Na noite em que a forca para Mordecai foi preparada, Aquele que Vive e Reina para sempre não deixou o rei Assuero dormir.... Aquele que nos guarda não cochila nem dorme. Eis que não cochila nem dorme O Guarda de Israel!

Nos nossos dias, ainda haverá a maior e mais terrível perseguição contra os judeus de todos os tempos. Todos os que amam a Deus, igualmente serão perseguidos e mortos, e no ápice da pressão e do ataque do Desespero, tomarão novamente as palavras do Salmo 22, e o lerão, e o véu colocado nos olhos e no coração também se rasgará...

"Naquele dia o Senhor defenderá os habitantes de Jerusalém, de sorte que o mais fraco dentre eles naquele dia será como Davi, e a casa de Davi será como Deus, como o anjo do Senhor diante deles. E naquele dia, tratarei de destruir todas as nações que vierem contra Jerusalem. Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o espírito de graça e de súplicas; e olharão para aquele a quem traspassaram, e o prantearão como quem pranteia por seu filho único; e chorarão amargamente por ele, como se chora pelo primogênito." (Zc. 12:8-10)

"e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades;" (Rom 11:26)

Nos nossos jornais vemos novamente as mesmas ameaças dos dias de Haman, dos dias de Tito, dos dias de Hitler. As nações da terra em pouco tempo vão abandonar Israel e os judeus a seu próprio destino. Espalhado entre as nações está Ester (A Rainha), chamada para entrar na Presença do Rei, precisa clamar pelo seu povo. 
Deus, ainda que Ester, não cumpra com o propósito para o qual foi levantada, providenciará socorro para seu povo, porém Ester e a casa de seu pai, não se sabe o que lhe acontecerá...

Continue conosco até o próximo capítulo desta saga... Mas, não deixe de dizer ainda que esteja vivendo dias difíceis, e por mais que pareça que Deus o abandonou, ou se esqueceu de você:

Pai, eu sei que O Senhor está aí e está me ouvindo... Eu sei... Ainda que não veja nada, ainda que não ouça nada, ainda que a cada dia tudo pareça mais difícil, Eu sei que Tu me amas, e que nada pode me separar do teu Amor.

O Mundo inteiro te chama de Deus, mas, eu descobri que Tu és o meu Aba, O meu Papai.

Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem