sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

BO - VAI




BÔ - VAI

Êxodo : 10: 1 a 13:16
Jeremias 46:13 a 28
Ezequiel 28: 25 a 29:21
Lucas 5:12 a 7:50

"E disse O Eterno a Moisés: Vai a Faraó porque tenho endurecido o seu coração, e o coração de seus servos, para manifestar estes meus sinais no meio deles, (Exo 10:1)

Os dias da libertação estavam chegando... No último juízo, Deus havia ferido a Terra do Egito com granizo como nunca antes na história e então todos viram que a cevada que estava para ser colhida foi destruída juntamente com o linho, pois já estavam na espiga. Este fenômeno chama-se AVIV - Palavra para Primavera em hebraico, época em que a Cevada está amarelada e quebradiça na espiga.  A primeira Lua Nova que aparecer no Céu quando este fenômeno é notado, marca o início do mês em que Deus tirou o seu povo do Egito e da Casa da servidão. Na próxima Luz Cheia seria o Pêssach, noite em que todos os primogênitos do Egito seriam feridos.

4 Palavras de Redenção foram pronunciadas por Deus para O Seu povo:

"Portanto, dize aos filhos de Israel: eu sou o SENHOR, e vos tirarei de debaixo das cargas do Egito, e vos livrarei da sua servidão, e vos resgatarei com braço estendido e com grandes manifestações de julgamento. Tomar-vos-ei por meu povo e serei vosso Deus; e sabereis que eu sou o SENHOR, vosso Deus, que vos tiro de debaixo das cargas do Egito." - Êxodo: 6: 6 e 7

  1. O jugo dos egípcios seria tirado de sobre o povo de Deus;
  2. A Escravidão acabaria;
  3. Deus faria isso com Poder e com grandes manifestações de Juízo;
  4. Deus tomaria o hebreus para ser o Seu Povo e O Eterno seria O Seu Único Deus.


Quando lemos toda a história do Êxodo e descobrimos que foi Deus quem endureceu o coração do Faraó para que ele não deixasse os filhos de Israel sair de suas cidades, entendemos que a dureza de dias cada vez mais difíceis, lutas, dias confusos e de trevas, que nos faz pensar que Deus se esqueceu de nós e não está ouvindo as nossas orações, são tempos em que os Juízos de Deus que são insondáveis e os caminhos do Eterno que são inescrutáveis estão simplesmente se manifestando.

"MIKAMORRA BAELIM ADONAI?" (Quem é como o Nosso ETERNO entre os deuses?)

Em tempos assim, um fato que se viu no Egito, pode muito bem ser percebido inúmeras vezes em nossas vidas, quando Deus está para completar a Sua Boa Obra em nós: 

O Faraó não conseguindo mais sustentar o seu domínio através do poder da Religião; Não podendo mais se sustentar com seu poderio financeiro, bélico, intelectual, ou mesmo através de suas ameaças. Enfim, não podendo mais resistir à situação caótica que o Egito se encontrava quando os próprios generais do Faraó (aqueles líderes mais chegados) diziam a ele: "O EGITO ESTÁ ARRUINADO (FALIDO!)" 

A destruição do sistema do Mundo, do Poderio de Satanás já é um fato. Porém Satanás não vai aceitar a derrota e o "Pai da Mentira", vai continuar dissimulando, para se possível enganar até os eleitos de Deus.

O Faraó então vai tentar NEGOCIAR, como se ele ainda estivesse como dono da situação. 

NÃO HÁ CONVERSA PACTO, DIÁLOGO, TRÉGUA, ACORDO com SATANÁS! Basta!

A Palavra de Deus declara que pela Multidão do seu comércio, foi que Satanás caiu, manifestando sua Iniquidade. 

O boneco de Satanás, o Faraó, ofereceu algumas possibilidades para o povo de Deus. Ele aparentemente abre mão, para que o povo hebreu pudesse sair do Egito para servir a Deus.

Sorrateiramente como a Serpente que enganou a Eva no Jardim, O Faraó começou a argumentar maliciosamente. Ele perguntou coisas não objetivando respostas, pois ele já as tinha, ele queria gerar pensamentos, dúvidas, que levasse o povo de Deus e os líderes que O Eterno levantou, para que tomassem caminhos paralelos, daquele estabelecido por Deus. 

O que Deus faz? Os juízos continuam! Logo vieram os gafanhotos e depois as Trevas.... Em Goshem (onde estavam os hebreus) havia Luz, mas, no Egito trevas. Diz a tradição judaica que mesmo a luz das candeias dos egípcios não conseguiam emitir luz, diante da densidade das trevas...

O Faraó propôs então, que Moisés deixasse o Egito de uma vez por todas, que levasse todos os seus, mas, que os rebanhos dos hebreus deveriam ficar. Parece uma oportunidade única! Vocês querem o seu povo livre, seus filhos, as crianças de Israel livres ou estão preocupadas com as finanças, com os recursos? Parece uma proposta tentadora demais! Teremos perdas (poderiam pensar os hebreus), mas, sairemos com o nosso maior bem que são as vidas...

É neste momento emocionante que a lição de MOSHE RABEINU (Moisés, o nosso mestre), deveria para sempre nos instruir: "EU NÃO VOU NEGOCIAR COM FARAÓ! Nós não temos nada com o Inferno e o Inferno não tem nada "NO" ou "DO" povo de DEUS!

"Olha aqui, ô Faraó dos Infernos! Nem uma unha ficará! Nós vamos para o deserto ADORAR O ETERNO, e não sabemos o que Ele nos pedirá, para que sacrifiquemos... Ah, você e o Egito ainda vão ter de nos dar recursos e animais para que possamos sacrificar ao Nosso DEUS!!!!" A L E L U I A!!!!!!

Se o Faraó quis um "Fifty-Fifty", Moisés lhe respondeu: - "Agora eu quero coisas que até agora eu não tinha pedido!"

Quando Satanás tenta negociar é porque Ele está manifestando sua derrocada. Não é hora de abrir mão de coisa alguma. Não há misericórdia contra as Trevas. Agora Ele terá de cair!

Nesta Palavra forte e convicta de Moisés, tudo o que seria usado para O MISHKAN (o Santuário que seria construído no deserto), estava sendo liberado, para que o povo de Deus adorasse ao Eterno como pessoas livres e prósperas. Moisés entendeu que: 

"os ímpios entesouram para os que servem ao Eterno".


A MORTE DOS PRIMOGÊNITOS


Há um texto na Bíblia de difícil compreensão, que narra uma  guerra de três reis que se aliam contra o rei dos Moabitas e que estavam por alcançar seu objetivo e destruir totalmente aquele rei e sua cidade, mas, de repente, sem qualquer explicação, a batalha já ganha, foi abandonada por aqueles que já tinham a vitória em suas mãos. A pergunta que se faz é: Que poder? Que força é essa que o rei conseguiu desatar para fazer com que aquela batalha já perdida virasse a seu favor para que ele saísse ileso? Vejamos o que a Bíblia nos diz:

"Vendo o rei dos moabitas que a peleja prevalecia contra ele, tomou consigo setecentos homens que arrancavam da espada, para romperem contra o rei de Edom; porém não puderam. Então tomou a seu filho primogênito, que havia de reinar em seu lugar, e o ofereceu em holocausto sobre o muro, pelo que houve grande indignação em Israel; por isso retiraram-se dele, e voltaram para a sua terra." (2 Re. 3:26-27)

Depois de enviar sua guarda particular (certamente composta dos seus magos, feiticeiros e bruxos), para um ataque suicída, ao que foram totalmente derrotados e mortos, o rei de Moabe tomou o seu FILHO PRIMOGÊNITO, E O SACRIFICOU E O QUEIMOU TOTALMENTE NUM HOLOCAUSTO. Isso fez a guera parar!

Que poder é esse que o Sacrifício de um Primogênito desata?

Aqui no Brasil, qualquer pessoa que já ouviu falar sobre os ritos praticados por religiões de origem africanas, ou de macabros ritos satânicos que se praticam em muitos lugares do mundo, sabe que quando alguém quer PODER do mundo espiritual, o consegue através de sacrifícios de sangue...

A pergunta é: Quem ensinou para Satanás e para o Mundo espiritual da Maldade estas coisas? Como e com quem, Satanás aprendeu que o derramamento de sangue desata PODER?

A RESPOSTA É ÓBVIA: Satanás aprendeu todas estas coisas com o nosso Deus!!!!!

"sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifesto no fim dos tempos por amor de vós,"  - (1Pe 1:18-20)

O Sacrifício feito por Deus, em Cristo, antes da Fundação do Mundo!

Quando nas trevas se almeja conseguir algo do Mundo espiritual da Maldade, a maneira de se conseguir isso é com sacrifícios. Uma pombinha, por exemplo. Se o objetivo desejado não é alcançado se sacrifica uma galinha... Se não, um gato, um bode, se ainda não, um bezerro, um boi... se ainda não, ou se quer algo maior, uma virgem... Há coisas que os próprios sacerdotes das trevas se comprometem e acabam mortos ou se suicidando, achando que o poder liberado, lhes garantirá algo, depois de suas mortes... Mas, o sacrifício que mais desata poder no Mundo Espiritual é O SACRIFÍCIO DE UM FILHO PRIMOGÊNITO...

O Ataque suicída, dos bruxos, naquele exército de 700 homens foi um fracasso, o poder necessário para reverter aquele fim trágico, não foi conseguido, e então o rei dos Moabitas, sacrifica o seu filho primogênito à Satanás, para adquirir poder para salvar-lhe ali a vida...

NO EGITO, O Nosso Deus toma a iniciativa!

Satanás aprendeu com O Eterno que o derramar de Sangue desata poder, mas, no Egito, O Eterno, não quis dar trabalho ao Diabo. 

Imagino uma conversa mais ou menos assim: "Satanás, você aprendeu comigo, com a entrega do meu próprio Filho, que com o derramanento de Sangue se desata poder, não é? Então vamos fazer o seguinte: vamos ver quem tem mais poder? Qual o sacrifício que mais desata poder?... O Sacrifício de todos os primogênitos do Egito ou O SACRIFÍCIO DO MEU PRIMOGÊNITO? Vamos ver? 

Mas, Eu não vou te dar trabalho desta vez, deixa que Eu mesmo mato cada um dos primogênitos do Egito, dos homens e dos animais, e vamos ver, qual sangue derramado tem mais poder? O Sangue dos primogênitos do Egito, ou O SANGUE PRECIOSO DO MEU FILHO JESUS, O MEU MASHIACH!!!!!

Pois séculos depois da noite em que cada uma das famílias dos hebreus fecharam-se em suas casas, depois de terem sacrificado um cordeiro macho de um ano, sem defeitos, e de terem assado a carne do cordeiro e de o terem comido com ervas amargas, com Matzam (pães sem fermento). Noite em que Deus livrou o seu povo do Egito e do poder de Faraó, agora já há séculos habitando na Terra Prometida...

Enquanto as famílias se reuniam para celebrar O PÊSSACH, Yeshua estava morto e tinha sido sepultado perto do Monte da Caveira, local em que fora crucificado.

Ainda cheio de vigor, YESHUA bradou naquela tarde: PAI! Está consumado, a Ti entrego o meu espírito... 

Uma pessoa que viu isso, (O Centurião Romano), se prostrou e começou a bater no peito declarando: Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus... Ele viu! 

Que ninguém tirou a Vida de Yeshua, Ele mesmo a ofereceu ao Pai, por amor de nós! Os ladrões que estavam do seu lado tiveram suas pernas quebradas para que a morte deles fosse apressada, mas, Yeshua por estar imóvel, parecendo morto, foi transpassado por uma lança, e de seu lado saiu água e sangue, provando que já havia se entregue à Morte, por Amor de nós todos!

Pois FOI ESTE SANGUE, não o sangue dos cordeirinhos que foram mortos no Egito, ESTE SANGUE! O SANGUE DERRAMADO ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO! O Sangue que abriu um ALTO E VIVO CAMINHO ATÉ O PAI, CRIADOR DOS CÉUS E DA TERRA... Este Sangue precioso nos comprou, cobriu os nossos pecados, limpou toda a nossa iniquidade.

Os sacrifícios todos, apontavam para este: O SACRIFÍCIO PERFEITO PARA O NOSSO DEUS!

"Sem derramamento de sangue não há remissão de pecados!" e
"O Salário do pecado é a morte". Estas verdades apontam a razão de tão grande Sacrifício, de tanto sofrimento. Como Deus, permitiu isso? Não, Ele não permitiu, Ele planejou tudo isso, para que esta tão grande Injustiça, nos transformasse em Justificados diante Dele, nós que humilhados e gratos, recebemos tão Grande Salvação, totalmente imerecida por nós.

YESHUA NÃO PODIA MORRER! ELE NUNCA PECOU!

QUANDO YESHUA se entregou, se existia alguma engrenagem no Universo, por conta da Lei do Pecado, ela foi despedaçada!!!!

Como um Justo morrer? Os que pecaram é que deveriam morrer!

Os sacrifícios praticados pelos judeus em todos os séculos, no BEIT HAMIKDASH, NO MISHKAN, (no Templo e no Tabernáculo) apenas apontavam para O SACRIFÍCIO PERFEITO PARA O NOSSO DEUS...

Quando Deus estabeleceu a celebração de PÊSSACH, o único rito requerido foi: Comer a carne de um cordeiro ou cabrito, assado no fogo, com ervas amargas e matsot, em todas as gerações, em todas as habitações dos descendentes daqueles que foram livres do Egito e da Casa da Servidão...

A Torah não fala em tomar Vinho...
Hoje no SEDER DE PÊSSACH, tomamos 4 cálices de Vinho... Porque?

Pelas 4 Palavras redentivas, que O Nosso Deus proclamou...

Na noite em que Yeshua foi traido, ele tomou os 4 cálices com seus discípulos. Só conseguimos ver na narrativa de Lucas, dois dos Cálices... Um em que Ele diz: Recebei e Reparti... e então aquele cálice que Ele declara que não mais beberia, até AQUELE GLORIOSO DIA, em que estaremos com O ETERNO, DIANTE DE SEU TRONO DE GLÓRIA E MAJESTADE...

Estas coisas todas me fazem sonhar....

Leia a Palavra, conheça mais a Deus, se prepare para Aquele Grande Dia, pense nas coisas lá do Alto... 

Ame a Vinda do Senhor!


KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

VAERÁ - APARECI




VAERÁ - APARECI

Êxodo 6:2 a 9:35
Ezequiel 28: 25 a 29:21
Lucas 2:21 a 5:11

" E falou Deus a Moisés, e disse a ele: Eu sou YHWH. Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó, como "EL SHADAI"; e o Meu Nome YHWH, não me fiz conhecido." (Exo 6:2-3)

Um dos trechos do Cântico de Moisés que cantaremos no Céu, na Presença do Nosso Deus é: "MIKAMORRA BAELIM ADONAI?" - Quem é como O Eterno entre os deuses?

Muitas filosofias e religiões do mundo tentam formar a mente das pessoas com uma terrível mentira de que há um equilíbrio entre as forças do Bem e do Mal, como se houvesse um Antagonismo equilibrado entre Deus e o Diabo, como se Satanás fosse um opositor à Altura de Deus... kkkkkkkkk NÃO É!!!!!!!!!!!!!

"Eu sou YHWH , e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cinjo, ainda que tu não me conheças. Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou YHWH , e não há outro. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu sou o YHWH, que faço todas estas coisas." - (Isa 45:5-7)


O Nosso Deus criou tudo o que existe, e nada escapa ao seu propósito. O profeta Ezequiel na Haftará (os textos dos profetas) desta semana, levanta um clamor contra o rei de Tiro, e também contra o rei do Egito, mas, é importante ler com cautela e perceber que o Profeta não fala as Palavras de Deus, tocando apenas situações naturais, ele está proferindo decretos espirituais e mais claramente está revelando um flash do que ocorreu entre Gênesis 1:1 e 1:2, pois no "Princípio Deus criou os Céus e a Terra" e no verso seguinte: "havia trevas sobre a face do abismo..." -  O Caos que se manifestou foi justamente pela queda de Satanás, que era o Querubim ungido mas, tornou-se O Acusador dos nossos irmãos, nosso inimigo.

Deus seria covarde se pessoalmente destruísse a Satanás, porque o nosso inimigo não é um opositor à Altura do Eterno. Pelo contrário, Deus, O Pai de Amor, criou o ser humano, à Sua imagem e conforme a Sua semelhança, soprou sobre o homem o fôlego de vida (deu ao homem mais do que uma forma, deu algo Dele mesmo - o espírito); deu poder ao homem de se multiplicar, coisa que os demônios não podem... E colocou o homem no JARDIM DO ÉDEN.

Quando lemos o que diz o Profeta Ezequiel, percebemos que O Éden já existia antes da queda de Satanás. Era o lugar que lhe pertencia, onde ele se cobria com as pedras preciosas, de onde ele tinha que subir para ministrar adoração na Presença do Eterno no Monte Tzion Celestial. Quando Deus cria o ser humano, Ele planta um jardim no Éden e põe o homem para morar, cultivar e cuidar deste jardim e pior (pior pra Satanás, claro!), O Criador do Universo, na viração do dia APARECIA para receber ADORAÇÃO.... Antes Satanás, quando era o líder da adoração, tinha que subir até O Monte Santo do Eterno, agora, O próprio Deus vem até o Éden para receber a adoração do homem?! Isso é demais... Amor demais!!!! É O QUE DEUS TEM POR NÓS! ALELUIA!!!!

Se já não bastasse, Deus constituiu o homem para destruir a Satanás, Yeshua, deixa a Sua Glória, como O Unigênito do Pai, para nascer como homem, por isso, quando Jesus Cheio do Espírito Santo é levado pelo Espírito ao deserto, ele vai como homem, para através da PALAVRA DO ETERNO e do RUACH HAKODESH (Do Espírito Santo), destruir o nosso inimigo. Jesus, O Nosso exemplo. Se Ele pelo poder da Palavra e do Espírito destruiu o mal, nós podemos destruir o Mal em nossas vidas!

Satanás é o pai da mentira e alguns se perguntam: Será que ele não sabe o que está escrito e qual será o seu fim? CLARO QUE SABE!
Será que ele acha que pode ganhar de Deus? CLARO QUE NÃO!
Mas, porque tanto empenho em enganar pessoas? Porque tantas pessoas creem nele? Porque tantas pessoas o seguem? Porque ele vai enganar, seduzir, mostrar-se seguro e forte, e sabe o que Deus vai fazer quanto a isso... Nada!

Deus já decretou a Sua Palavra e TODA A PALAVRA DE DEUS É VERDADE e TODA A PALAVRA DE DEUS VAI SE CUMPRIR.... portanto... Quando Satanás, tentou a Jesus dizendo que todos os reinos deste mundo lhe pertenciam, ele não mentiu. Ele falou uma verdade, o ser humano entregou o governo deste mundo para Satanás como consequência do pecado, mas, Jesus conquistaria todo este Governo e Poder de volta, não aceitando a barganha que Satanás lhe propôs.

Ali Satanás tentou a Jesus, apontando um atalho para fazer a obra que Jesus viera fazer. "Se prostrado me adorares tudo o que tenho será teu..." KKKKKKKK Sempre me pergunto: Satanás ficou louco pra propror isso pra Jesus? O SENHOR DA GLÓRIA, O PODEROSO DE JACÓ, O PODEROSO NAS BATALHAS respondeu nesta hora para Satanás: - "ESTÁ ESCRITO!!!!"

"Só ao Eterno teu Deus adorarás e só a Ele prestarás culto!"

Jesus, homem, destruiu o poder de Satanás. 
Jesus, homem, na cruz do Calvário triunfou sobre a Morte, o Pecado, sobre Satanás e todos os seus demônios... ALELUIA!!!

Se Satanás, já foi derrotado e exposto à vergonha, porque insiste em nos tentar, porque cada vez mais, estende sua cadeia de trevas e seu domínio sobre os governos mundiais, sobre as pessoas, sobre as intituições?

O Eterno quando enviou Moisés ao Faraó, não disse: Vamos lá tentar tirar o meu povo do Egito...

Ele disse para Moisés ordenar para Faraó, que deixasse ir o povo de Deus, para que eles pudessem adorá-lo no deserto. Deus, Ele mesmo endureceu o coração do Faraó, para que o rei do Egito pudesse experimentar O Poder do Braço Forte do Eterno. Se O Faraó, na primeira declaração de Moisés deixasse ir o povo livre, talvez alguém o agradecesse, por tamanha liberalidade... Satanás, não é bonzinho, não se brinca com ele, não se faz acordo algum com ele, contra as trevas nós invocamos O Nome de Jesus e nos escondemos na Luz, porque as trevas não precalecem contra a Luz...

Assim como no lamento de Ezequiel, as palavras de confronto são proferidas contra reis desta terra, na verdade, percebemos que escondem-se atrás das autoridades, dos tronos e dos ídolos, o verdadeiro poder dos demônios, e é isso que o Nosso Deus está combatendo e destruindo. 

Porque as pessoas se prendem em vícios ainda hoje, em pecados e em práticas abomináveis a Deus, e se tornam escravos por dívidas, e são presos ao trabalho, no dinheiro? Todas estas coisas são marionetes nas mãos dos demônios que realmente querem governar sobre os seres humanos, já que também eles são seres espirituiais, e por isso não possuem habilitação para agir neste mundo. Esta habilitação de agir, operar, governar, multiplicar-se, exercer domínio, neste mundo natural apenas os seres humanos receberam de Deus por terem sido criados segundo a Imagem e Semelhança de Deus.

Um dos grandes confrontos do Nosso Deus com o Seu próprio povo é mostrar-lhes que as Leis no Reino de Deus, são diferentes das Leis deste mundo. Em Deuternômio 11, O Nosso Deus declara que a Terra Prometida para Abraão e seus descendentes não era  como a Terra do Egito. No Egito havia o Rio Nilo, e em suas cheias, grande prosperidade.

Quando as cheias do Rio Nilo se davam anualmente, as águas caudalosas traziam pela grande quantidade de material orgânico uma fertilidade incrível para as várzeas, e por isso se dizia que "com os pés se regavam as hortas". A Terra Prometida era muito diferente, uma Terra de Montes e de Vales que depende anualmente das Águas das Chuvas... E Chuvas vem dos Céus, e quem Governa nos Céus é O Eterno....

Quando no Egito começavam a aparecer as primeiras rãs, uma grande alegria tomava conta de todos os moradores da Terra, porque as cheias estavam chegando e a prosperidade do Egito estava vindo...

Sacrificios eram feitos de crianças ao Nilo, porque o Nilo e o que se escondia nele (como profetiza Ezequiel), era um deus para aquele povo... O mais triste é que depois de 400 anos habitando no Egito era certo que até o povo de Deus deve ter começado a se alegrar quando vinham as cheias, e quando apareciam as rãs... A prosperidade do Egito passou a beneficiar também o povo de Deus.

Quando se esqueceram das promessas, quando se esqueceram que não nasceram para o Egito ou para a escravidão, as coisas passaram a ficar muito mais difíceis para os hebreus.

Deus que tinha feito o seu povo se multiplicar extraordinariamente no Egito, não apenas queria tirar e libertar o seu povo do Egito, mas, queria arrancar o Egito do coração de seus filhos. Em outras palavras, havia uma escravidão no coração mais terrível que a escravidão que os levava aos terríveis trabalhos forçados para construir as cidades dos egípcios.

O primeiro Juízo: SANGUE!

As águas do Nilo, transformaram-se em Sangue e esta calamidade, não afetou apenas os egípcios, mas, também o povo de Deus... 

Quando o mundo percebe uma crise terrível como esta que estamos vivendo nesta década, e esta mesma crise também afeta o povo de Deus, isso se dá porque talvez o povo de Deus, voltou em algum momento a crer e confiar nas Cheias do Nilo e no tipo de prosperidade que este mundo pode dar, e Deus, POR AMOR, está prestes a destruir este sistema diabólico e mostrar que não é isso que Ele tem para o seu povo...

Naqueles dias os Magos do Egito, com suas magias e sortilégios, também transformaram Água em Sangue, demonstrando até então, com que poder podiam competir e resistir a Deus... O que deu este poder aos magos?

A dependência que havia no coração do povo de Deus, nos deuses e no sistema de vida do Egito....

O Segundo Juízo: RÃS!

Ah vocês que vivem no Egito, ficam felizes quando começam a aparecer as Rãs? Os deuses em forma de Rãs, são adorados por vocês? E até o meu povo se alegra com o coaxar apontando para mais uma onda de prosperidade do Egito está chegando???? Que bonito, não? É preciso fazer com que as pessoas percebam que isso não é tão bom assim como pensam... 

De repente começaram a surgir rãs em todos os lugares, e até dentro dos fornos e nas panelas e nas camas, e em todos os lugares que se possa imaginar.... E sabe o que fizeram os magos? REPRODUZIRAM TAMBÉM ESTE SINAL! Porque conseguiram?

Porque este mal também estava no coração do povo de Deus. 


Portanto a consequência foi que este mal também não afetou apenas os Egípcios, mas, também o povo de Deus...

O Terceito Juízo: PIOLHOS!
O Quarto Juízo: MOSCAS!

O terceiro e o quarto Juízos estão interligados, pois até este momento os Juízos do Nosso Deus não afetavam apenas os egípcios, mas, também o povo de Deus, quando Deus ordena que o pó da Terra fosse ferido com  Cajado de Moisés (e olha que no Egito tinha pó hein?!), e o pó da Terra do Egito transformou-se em piolhos sobre os animais e sobre os homens. Os Magos do Egito não conseguiram reproduzir este sinal e então declararam: "Este é O Dedo de Deus!"

Quando Yeshua expulsava demônios, ele foi acusado de expulsar demônios pelo poder de Belzebu (Baal Tzevu - o senhor das moscas). Principado ligado à Religião, (representado pelo poder dos Magos e Bruxos do Egito).  Jesus lhes contesta mostrando que o Diabo não expulsa diabo, porque o reino das trevas não está dividido.

A acusação era: Jesus está expulsando demônios pelo poder da Religião!

Jesus diz aos religiosos: "Se Eu expulso demônios pelo poder de Belzubu, por quem expulsam os vossos filhos?... Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, logo é chegado a vós o reino de Deus."(Lc. 11:20)

Jesus mostra que a Religião pode imitar coisas de Deus e enganar as pessoas por um tempo, mas, há um momento em que isso não mais ocorrerá! O Dedo de Deus, O Poder do ETERNO, quando se manifesta, se evidencia: despedaça, anula, cancela, expõe à vergonha, acaba com o poder das trevas: 

MIKAMORRA BAELIM ADONAI
Quem é como O Nosso Deus entre os deuses?

O Reino de Deus quando se manifesta faz as Trevas serem destruídas e dissipadas. 

Quando o povo de Deus é despertado e percebe que "o Mundo e o Sistema do Mundo",  (figurado pelo Egito e pelo poder de Faraó),  começam a ser sacudidos e então são quebrados. Quando o padrão de vida e de estrutura de sociedade não pode mais ser sustentada como todos gostariam. 

Quando os benefícios deste sistema deixam de trazer aparentes benefícios aos que participam dele porque é instável, insustentável em si mesmo, o povo de Deus invariavelmente vai lembrar-se de Deus e da Terra que mana leite e mel e que Ele prometeu para o seu povo. Em outras palavras, vão se lembrar que o Egito não é o lugar deles e então eles começam a clamar para que Deus os salve, os livre. 

Quando o povo de Deus em toda a história, arrependeu-se dos seus maus caminhos, deixou de confiar no sistema do mundo e voltou-se para Deus então novamente se viu e se verá A DIFERENÇA ENTRE OS QUE SERVEM A DEUS E OS QUE NÃO SERVEM.

A partir da praga dos piolhos, que não pôde ser reproduzido pelos magos do Egito, todas as demais pragas só afetaram os egípcios e o povo de Deus foi preservado. 

No próximo Juízo: as Moscas, (num confronto direto contra a Religião), Belzebu, este principado maldito foi ali quebrado de sobre o povo de Deus.

O povo de Deus novamente foi guardado na Terra de Gosém, a Terra que José separou para os seus irmãos e sua família, novamente figurou como um Símbolo da Proteção o Nosso Pai sempre estendeu sobre o Seu povo.

Esta provisão, este cuidado está à disposição do povo de Deus quando estes dependem do Eterno.

A partir deste momento todos os deuses do Egito passaram um a um a serem confrontados e envergonhados, porque: Ninguém é como O Nosso Deus! 

O mundo tem prendido, subjugado por tempo demais os servos do Deus Altíssimo, mas, o Nosso Deus disse que isso terá um fim!

Quando a opressão, esta escravidão e maldade chegam num nível insustentável e o povo de Deus clama, Deus inclina os seus ouvidos e os liberta!

Pois eis que as trevas cobrirão a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o Senhor virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti. (Isa 60:2)

Estamos vendo O Juízo de Deus tocar o Brasil e as nações da Terra, há muitos do povo de Deus, preocupados e até sofrendo, mas, é a hora de todos nos voltarmos para Deus, porque este mundo verá O Juízo de Deus como nunca se viu em nenhuma outra geração. Os reinos deste mundo passarão e serão do Nosso Deus e do Seu Mashiach. A Religião não pode livrar ninguém, há muitas pessoas presas, achando que a Religião pode realizar coisas, mas, também estas pessoas serão confrontadas para a Vida, porque no Nosso MASHIACH GLORIOSO, não há nada desta religão corrompida e destrutiva...

NÃO PRECISAMOS QUE NENHUM OUTRO JUÍZO CAIA TAMBÉM SOBRE NÓS... O DIA DE NOS VOLTARMOS PARA DEUS É HOJE!!!


KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

SHEMOT - NOMES



SHEMOT - NOMES

Êxodo 1:1 a 6:1
Isaias 27: 6 a 28 a 28: 22 e 23
Atos 7: 17 a 37


Estes são os nomes dos filhos de Israel, que entraram em Mitzraim (no Egito)... (Exo 1:1)

Quem é o principal personagem de Êxodo?

Dos Nomes, ("Shemot"), qual mais se destaca? 

São alguns versículos na Torah, na história alguns séculos... SÉCULOS? 

Pensando na história do Brasil, quando estamos nos aproximando do BICENTENÁRIO de nossa Independência de Portugal, nos deparamos com a realidade de que sabemos tão pouco sobre como era o Brasil colonial. Sabemos tão pouco sobre como de fato se deram as coisas naquele momento histórico. 

Pois, dobre este período de tempo (de duzentos para quatrocentos anos), e tente imaginar que não havia livros, televisão, faculdades, ou outros meios para se registrar as origens deste povo que estava lá... no Egito.

Hoje no Brasil, há gente de olhos puxados e pele amarelada que se diz: Brasileiro; Outros são negros e se dizem brasileiros; outros são de pele escura, mas, tem olhos puxados e se dizem Brasileiros; Outros são tão brancos, que ficam rosados por causa do sangue que corre na pele quase transparente quando correm ou ficam nervosos e se dizem Brasileiros; Outros são peludos que as sombrancelhas se juntam e parece que se originaram dos ursos, e se dizem Brasileiros... Cada uma destas etinias veio para cá, há menos tempo, muito menos tempo do que os hebreus estiveram no Egito, e não se dizem asiáticos, europeus, africanos, se dizem Brasileiros. Torcem pelo Brasil, se casam entre si, há muita discriminação e ao mesmo tempo miscigenação, mas, há algo em comum, ninguém lembra quem eram seus tetra-avós... Ninguém sabe ao certo como seus antepassados vieram para o Brasil, e muito menos como viviam nas terras de onde viveram...

Uma das brincadeiras de criança de origem mais maligna que existe... SURPREENDAM-SE COM ISSO: É... "O TELEFONE SEM FIO"... Calma! Nada contra os celulares.... Mas, a brincadeira que todos nós já fizemos de juntar uma fila de pessoas e falar para uma delas uma palavra ou frase, para que esta passe a informação para a detrás, e assim por diante até que se verifica que no final da fila, o que se disse não parece com nada com a frase que foi dita no início. Porque isso é MALIGNO?

Porque se incuca na mente de nossas crianças que é impossível que informação seja passada por muitas pessoas e se mantenha fidedigna depois de algum tempo.

Tal brincadeira deveria ser realizada como um desafio à excelência e à bravura, de se fazer o que fosse possível para que a informação fosse preservada intacta desde que foi proferida até o seu destino final... Como estamos numa guerra de culturas, vai aí mais uma sugestão de mudança!!!!

Os nomes citados no início de Êxodo, tal qual era a tradição dos antepassados, de se compartilhar as histórias antigas às gerações mais novas: cantando repetidamente, frisando nomes e situações. Preservou até à pena de MOSHÊ RABEINU (Moisés, que escreveu os 5 primeiros livros da Bíblia - a TORAH), tudo o que ocorreu desde: "BERESHIT BARÁ ELOHIM... (No Princípio criou Deus...)", até aqueles dias de sofrimento do povo, em que O Eterno ouvindo o seu clamor, levantou Moisés para libertá-los.

Os nomes dos Patriarcas, certamente tornaram-se lendários, e a longevidade que ainda era uma marca dos hebreus embora estivesse diminuindo, prendendo as pessoas todas no máximo de 120 anos, ainda permitiu que muito se perpetuasse...

Dentro das famílias dos filhos de Israel que foram para o Egito, tradicionalmente se diz que o Patriarca mais longevo foi Levi, que foi o último a morrer, tornando-se inquestionavelmente o responsável por manter toda a história e legado desde Adam (Adão) até os seus dias para instruir e fazer lembrar seus filhos dos poderosos atos do Nosso Deus, O Criador dos Céus e da Terra.

Dos filhos de Levi, vieram Guershon, Kohat e Merari (Gérson, Coate e Merari) - sendo destes três o mais longevo Kohat (Coate), e este foi pai de Amram (Anrão), que foi pai de Miriam, Aharon (Arão) e Moshe (Moisés).

O zelo para se contar o que se fez desde os dias da Criação até nós e nossos filhos, foi Zelo de Deus e sempre houve um ponto de ligação entre as gerações, com homens notáveis que pessoalmente ouviram o que O Eterno fez e tiveram zelo por compartilhar tais maravilhas com as gerações futuras assim, alguns exemplos disso foram:

Matusalém, que foi contemporâneo de Adão, o homem que foi feito pelas mãos de Deus, foi o ser humano que mais tempo viveu. Ele de seu nascimento até sua morte completou 969 anos de vida. Viveu tanto que chegou a conviver com Shem (Sem, filho de Noé), que viveu tanto tempo depois do dilúvio a ponto de ser chamado no livro de Hebreus de um homem "sem genealogia e nem princípio de dias" - Melquisedeque, pois tinha vivido um século antes do Dilúvio e viveu Cinco Séculos depois dele (Mais ou menos o tempo que transcorreu desde o descobrimento do Brasil), sendo contemporâneo de Abraão (o mesmo Melquisedeque a quem o pai Abraão entrega os seus dízimos) e Isaque, vivendo até os dias de Jacó.

Jacó que foi para o Egito e gerou não só os Patriarcas das 12 Tribos de Israel, mas também transportou e deixou o legado para eles das riquezas gloriosas que recebera de Isaque e Abraão, de Sem, Noé e Adão, a quem O Eterno fez a promessa de enviaria um para  ESMAGAR A CABEÇA DA SERPENTE!

Temos uma pergunta ainda sem resposta: Qual é o Principal Nome de SHEMOT (Título do 2º Livro da Torah que significa: Nomes), Livro que conhecemos em Português como Êxodo?

Por certo alguns dirão:  Moshe (Moisés)!

Outros se lembrarão que foi nestes tempos, coisa que está registrada neste Livro que O Eterno revelou O SEU NOME!

BENDITO SEJA O SEU GLORIOSO NOME!!!!

Deus se apresentou para Moshe, como o Deus de seus pais, O Deus de Abraão de Isaque e de Jacó, mas, revelou a Moisés O Nome que nem os Patriarcas conheceram... 

Foi Ele, O Eterno que tomou a iniciativa de chamar Moisés, para ir libertar O Seu Povo...

A história do Êxodo do Egito, no entanto, é uma figura, uma alusão, na coincidência das datas, dos símbolos e do livramento, (embora físico e literal), do que O Eterno desejou e deseja fazer com cada pessoa que tendo saído da TERRA PROMETIDA (Pois todo ser humano que nasceu nestes 6 Milênios deveria ter nascido no GAN EDEN - No Jardim do Éden), mas, como os hebreus que nasceram no Egito, desde que o ser humano foi expulso da Presença de Deus,  temos vivido neste mundo cheio de opressões e de Faraós (senhores), escravos de um sistema cruel que oprime e que ao mesmo tempo dá uma falsa impressão de que as coisas de épocas em épocas melhoram, como se dava com as Cheias do Egito que traziam a prosperidade para a Terra dos Faraós.

Para sacar um povo da Terra do Egito e levá-los à Terra Prometida, é necessário fazer primeiro com que as pessoas percebam que o Egito não é o seu lugar...

O ser humano é extrememente adaptável e esta característica que nos tem mantido vivos, também permite que nos adaptemos às piores situações e com o passar do tempo nos acostumemos a elas, e se não tivermos cuidado, as gerações vão achar que vida é isso, algo ruim, difícil, penoso, sofrido, sendo que isso está longe demais do que O Autor da Vida projetou.

Depois da morte de José e dos Patriarcas todos e daquela geração, as pessoas foram se esquecendo das histórias, das lembranças memoriais de uma Terra Prometida a Abraão, e foram vivendo no Egito, que depois que venceu a fome nos dias de José, voltou com o passar do tempo a ser a maior potência mundial de seus dias, com a maior tecnologia e poder militar que existia.

Historicamente houve uma crise com um povo chamado Hicsos, que foram expulsos do Egito para o Norte e que pode ter preciptado uma indisposição dos egipcios e de seus governantes a povos que viviam entre eles, mas, que mantinham suas próprias características.

Em algum momento os hebreus que se multiplicaram extraordinariamente na melhor região do Egito, que era a Terra de Goshen, foram escravizados e passaram a ser tratados de forma desumana e cruel, e quando as coisas começaram a piorar, certamente os Anciãos, os que guardavam as histórias e as promessas começaram a ser procurados e uma brisa de esperança começou a fluir entre eles, no meio do tormento que foi aquele período.

Tal tormento foi piorando, pois além da escravidão, da obrigação dos filhos de Israel trabalharem fazendo tijolos, num serviço pesado e muito sujo, com a multiplicação de suas famílias, o Faraó, deu ordens às parteiras que matassem os filhos homens que nascessem. 

As parteiras não fizerm isso e o Faraó ordenou que os meninos que nascessem fossem jogados no Nilo.

A crueldade e a covardia de atacar os recém nascidos é muito conhecida na história, pois a primeira promessa, a Primeira Palavra Profética da Bíblia é que viria um do Fruto da Mulher que Esmagaria a cabeça da Serpente, e a mesma coisa que fez O Faraó, fez também Herodes, na tentativa de se impedir a manifestação do MASHIACH.

Amram, filho de Coate, filho de Levi se casou com Yocheved (Joquebede), sua tia, irmã de Coate seu pai, e geraram Miriam. Este nome fala da Amargura sendo lançada fora, e talvez fale do tempo em que as coisas ficaram muito difíceis no Egito para o povo de Deus. Aharon (Arão), era três anos mais velho que Moisés e conquanto o primeiro varão desta família tenha sido livrado pela parteira, Moisés, nasceu no tempo em que os filhos dos hebreus eram jogados no Rio Nilo como sacrifício a este deus egípcio...

Deus, O Todo Poderoso, ZOMBA DE SEUS ADVERSÁRIOS e cuidadosamente levou aquele menino, que não foi escolhido pela sorte que teve, mas, foi conduzido pelo Plano Eterno do Nosso Deus, por isso nasceu nesta família, por isso nasceu nesta época, por isso, foi levado num cesto de juncos às mãos da filha de Faraó, conhecida na história como Bitiá ou Batiá.

Esta como não teve filhos naturais e não podia amamentar a MOSHE, nome que deu à criança que pode tanto significar (tirado das águas), como (Filho, em egipcío), permitiu que a criança fosse amamentada por uma das mulheres hebréias que perderam seus filhos, e a mulher que amamentou o agora "Filho da Filha do Faraó", foi Iocheved, a própria mãe de Moisés.... 

SÓ O ETERNO É DEUS!!!!

Moisés foi alfabetizado e instruído no maior centro cultural do mundo naqueles dias... Aquele que foi escolhido por Deus para escrever a Torah, precisava de características, instrução, informação, capacitação para obra que Deus queria realizar com ele. Assim vemos hoje artistas, empresários, cientistas, comunicadores, que jamais imaginam o Propósito Eterno que Deus tem com cada um deles, e este Deus Bendito, não teme enviar aqueles que Ele vai usar para se graduarem justamente nas escolas que eles vão combater, porque O Nosso Deus É O Senhor do Universo!

Depois de 40 anos, Moshe cheio de força e vigor, entendeu que era alguém destinado para acabar com aquela injustiça praticada contra o seu povo, o Filho da Filha do Faraó, se enganou, achando que poderia libertar o "SEU POVO" com a força de seus braços e ao defender um hebreu e matar um egípcio, Moisés passou a descobrir que apenas a Força do Braço do Eterno, poderia fazer com que o Povo de Israel fosse livre da escravidão do Egito. Não com política, com persusão humana e tão pouco com poder bélico, mas, pelo BRAÇO FORTE DO ETERNO. 

Moshe descobriria com o passar dos anos, que não era o "Seu povo", mas, o POVO DO ETERNO!

Moisés fugiu do Egito para não ser morto, e matriculou-se na Escola do Espírito.

Os mesmos 40 anos que ele viveu no Egito e aprendeu toda a cultura dos Faraós, seria o tempo em que ele viveria agora no Egito. Deus o conduziu até os Midianitas, descendentes de Abraão, de quem ele tomou por esposa, TZIPORAH. 

Moisés buscou abrigo com Reuel (Jetro - Sacerdote de Midiã), de quem tomou a filha Tziporah para com ela se casar... Depois de décadas cuidando dos rebanhos de seu sogro tendo já esquecido a glória que viveu no Egito e dos sonhos de ser realmente alguém especial e possível libertador de seu povo.

Um dia, MOSHE se empenhou para buscar uma ovelha desgarrada no Monte Horebe, O Monte Sinai. Não há explicações para isso, mas, CERTO DIA... Deus aparece a Moisés!

Já avançado em dias, pai de dois filhos Eliéser e Guershon, Moisés não esperava mais nada grandioso em sua vida e semelhante ao que ocorreu ao Pai Abraão e com incontáveis servos seus na história, quando alguém acha que não é mais possível, quando não dá mais, quando não há mais forças para se realizar algo grandioso, aí é que entra o Nosso Deus para dizer: Agora sim vamos começar!

O Deus que anuncia O Fim desde o Início, apareceu no meio de uma Sarça, um espinheiro, um arbusto fruto da maldição da Terra em consequência dos pecados do homem, e ali, no meio de um espinheiro (SINEH), no Monte do Espinheiro (SINAI), Deus falou com Moshe e se apresentou a ele de forma Gloriosa e Inesquecível...

Duas das mais gloriosas declarações manifestadas aos homens são pronunciadas nesta hora:

"VAIOMER ELOHIM EL-MOSHE: EHIEH ASHER EHIEH" 

E disse Deus a Moisés: "Eu Sou o que Sou"

Não no passado, não no futuro... 


O ETERNO NA ETERNIDADE!!!

"VAIOMER OD ELOHIM EL-MOSHE KO TOMAR EL-BENEI ISRAEL "יהוה" ELOHEI AVOTEICHEM ELOHEI AVRAHAM, ELOHEI ITZCHAK, ELOHEI YACOV SHELAHEINY ELEICHEM ZE SHEMI LEOLAM VEZE ZICHRY LE DOR DOR" 

"E disse então Deus a Moisés: Deves dizer aos filhos de Israel "YHWH" O Deus de seus pais, O Deus de Abraão, O Deus de Isaque e O Deus de Jacó, me enviou a vocês! ESTE É O MEU NOME ETERNO e assim devo ser lembrado de geração em geração".

MOSHE foi abençoado a ponto de ser o portador desta grande bênção, fazer conhecido O Nome do Eterno. Anunciar a todos que Ele é a resposta, a esperança, a alegria, a paz, a solução, a segurança, a provisão, a cura, a vida, a eternidade.... (quão pequeno sou e como sou limitado, para expressar a GRANDIOSIDADE DO NOSSO DEUS).... 

"EHIEH ASHER EHIEH" - 
"EU SOU O QUE SOU"

A manifestação Gloriosa do Nosso Deus se deu primeiro no coração de um homem, e este foi falar ao seu povo, e no início eles não creram... No início o Faraó zombou, e disse que não deixaria o povo de Israel sair do Egito, mas, o povo de Israel, o povo hebreu, o povo do Egito viu emergir um Reino que não vêm de forma visível... Um Reino que Deus põe dentro do coração de pessoas que vão crer e por isso vão pregar, vão anunciar, vão proclamar ao Cativo: LIBERDADE, ao Ferido: CURA; ao Perdido: SALVAÇÃO!

DE TODOS OS NOMES... O mais lindo, o mais poderoso, o mais glorioso, o mais santo, o mais digno, o mais eficaz, o mais extraordináro, o mais completo, O MAIS... é O SEU!

"Ele, porém, permaneceu calado, e nada respondeu. Tornou o sumo sacerdote a interrogá-lo, perguntando-lhe: És tu o Cristo, o Filho do Deus bendito? Respondeu Jesus: 
Eu o sou; e vereis o Filho do homem assentado à direita do Poder e vindo com as nuvens do céu." (Mar 14:61-62)

ELE É O QUE É!

Puseram sobre ele um Manto Púrpura, O crucificaram numa cruz, e em cima dela estava escrito: "Rei dos Judeus".

Coroaram YESHUA com uma coroa de espinhos, fruto da maldição  da Terra. Novamente, O ETERNO, voltou a falar com O Seu povo do meio dos espinhos, como fizera com Moisés. 
O Nosso Deus Gloriosamente falou com os seres humanos e com a Casa de Israel do meio dos espinhos... 

A Sua Palavra não mudou! É A MESMA HOJE E ETERNAMENTE!!!!

"EHIEH ASHER EHIEH" - 
"EU SOU O QUE SOU"

E AVISEM QUE EU VIM LIBERTAR O MEU POVO DA ESCRAVIDÃO E LEVÁ-LOS PARA A TERRA PROMETIDA....

Moisés mandou sacrificarem O Cordeiro, pois não havia em Moisés forças para libertar o povo da escravidão do Egito. Deus os libertou poderosamente com Braço estendido e Mão Poderosa, mas, YESHUA, Ele é O Cordeiro de Deus que tira O Pecado do Mundo, e Ele, foi suficientemente capaz de com sua entrega e morte, levar todos os nossos pecados, maldições e enfermidades, que nos separavam de Deus e nos prendiam numa vida sem esperança.

Agora pelo Seu Sangue, temos acesso ao Pai, que sacrificou Jesus, seu filho Unigênito, que transformou-se no Primogênito dentre muitos irmãos...

QUE O INÍCIO DE SHEMOT, marque o início de um tempo de Transformação em nossas vidas. Pois Deus não está no passado, não está no futuro Ele é O ETERNO. Ele criou a Eternidade e está na Eternidade! Você precisa? Nele você pode confiar!

"EHIEH ASHER EHIEH" - 

"EU SOU O QUE SOU"


KI MITZION TETZSEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião sairá a Lei e a Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sábado, 30 de dezembro de 2017

VIDA - CHAI - LIFE


Chegamos até aqui!

Neste ano de 2018 eu vou completar 50 anos de vida. Meu primeiro jubileu de uma Vida Eterna, graças a Yeshua que me deu A Sua Vida!

Quero compartilhar impressões em meu espírito, nada do tipo "profecias para o ano que vem"... Sei que para algumas pessoas, coisas que tenho entendido de Deus tem um significado especial, e é para estas pessoas a quem escrevo.

Sou bem resistente à numerologia usada para prognósticos com os números dos anos e letras do calendário judaico, e de coração alguns dos meus pensamentos iam ficar só comigo, se não fossem... Dois judeus... Ah estes judeus em minha vida... rssss

Se não fossem dois judeus que me frisaram ser este número 18, um número que representa uma palavra em hebraico muito marcante para mim. A palavra: VIDA. 

(Eu já sabia disso, já tinha pensado sobre isso, mas, resolvi escrever, mediante estas duas testemunhas, ou catalisadores, que me cutucaram ontem e hoje para que eu escrevesse... veja lá como quiser entender).

O Sumo Sacerdote (Cohen Gadol), quando vestia suas vestes sumo-sacerdotais, (fizeram isso: Arão, Eleazar, Pinchas, todos os que ocuparam esta função), usavam como uma das peças das Vestes Gloriosas, um Manto, com buracos para os braços, e pescoço, que cobria uma Túnica branca. Na orla deste Manto, Deus ordenou que fossem feitas campainhas de ouro e romãs feitas de pano, sendo uma campainha e uma romã, uma ao lado da outra.

Este Manto para nós, os cristãos, representa a Vida espiritual que o homem perdeu, por conta do Pecado, quando foi expulso do Éden e passou a caminhar para Morte, perdendo o contato com Deus. E porque?

Deus não deu a nós uma vida física, natural, como todos animais possuem, somente. Nós fomos criados à Imagem e semelhança Dele e por isso possuímos além de nossa vida física, de nosso corpo natural, também a nossa alma (aonde estão registrados além de nossas memórias, nossa vontade, nossos sentimentos, desejos, etc),  e temos ainda a melhor parte de nós, a parte da gente que tem comunhão com Deus, o nosso espírito, que nos foi dado pelo Sopro de Deus em nós.

Pessoas que não servem a Deus, claro que tem espírito, mas, o espírito destas pessoas está morto (sem comunhão com Deus), por conta dos pecados e delitos. Mas, quando uma pessoas entrega a sua vida a Jesus Cristo, o espírito desta pessoa é vivificado e então passamos a Viver verdadeiramente a Vida que Deus tem para nós e  duas coisas nos são dadas neste momento.

Que momento? O momento em que o Espírito de Deus vem morar dentro do nosso coração, em nosso espírito. A VIDA DE DEUS, passa a agir em nossos corpos mortais...

As duas coisas que Deus nos dá quando isso ocorre são: O Fruto do Espírito e os Dons do Espírito Santo.

O Fruto do Espírito é: "Amor, Alegria, Paz, Longanimidade, Benignidade, Bondade, Fidelidade, Mansidão e Domínio Próprio..." (Gal. 5: 22 e 23)

O Fruto do Espírito são características de Cristo (do Mashiach), que começam a ser geradas em nossas vidas pela Presença da Vida de Deus em nós.

Também nos são dados os Dons do Espírito Santo, a saber: "Palavra de Sabedoria, Palavra de Conhecimento, Fé, Dons de Curar, Operações de Milagres, Profecia, Discernimento de espíritos, Variedade de Línguas e Capacidade de Interpreta-las..."

Os dons do Espírito Santo manifestam o Poder de Deus na vida daqueles que passam a Viver para Deus.

Perceberam que curioso: 9 são as partes do Fruto do Espírito e 9 são os Dons do Espírito Santo... Ou seja: 9 + 9 = 18

Numerologia? NÃO!!!

Em hebraico como em algarismos romanos, as letras representam números e a Palavra VIDA em hebraico "CHAI" (Lê-se Rai),  é composta por duas letras: 

Chet - com um som gutural de "RR" - ח , oitava letra do Álef-Beit,  e portanto corresponde ao número - 8, e a letra...

Yud - Som do "Y" ou "I" - י ,  décima letra do Álef-Beit, e portanto correspondente ao número - 10.

Juntando as duas formam = חי – Vida - 18.

Cremos que assim como o Poder de Deus é evidente, chama a atenção de todos. Quando as pessoas profetizam, ou quando alguém é curado, há um ruído, há um despertamento entre todos. As campainhas feitas de ouro, representavam este Poder, que viriam sobre todas as pessoas que crescem no Sumo Sacerdote da nossa confissão: YESHUA HAMASHIACH!

Da mesma forma, as Romãs, feitas de pano, não causam nenhum estardalhaço e tão pouco chamam a atenção de alguém, mas, estão lá! Isso Fala do Caráter de Deus gerado em nós. 

Um Campainha e uma Romã, o Caráter de Cristo em nós e o Poder de Deus através de nós.

Jesus disse que haveria um dia que pessoas iam dizer: - "Expulsamos demônios em Teu Nome, falamos em línguas...", mas, Yeshua lhes responderá: - "Nunca vos conheci, malditos, não conheço os que praticam a iniquidade". 

Em outras palavras, Poder sem o Caráter do Mashiach em nós, não salva ninguém... As duas coisas precisam andar juntas...

As romãs e as campainhas; O Fruto e os Dons do Espírito; O Caráter do Mashiach e O Poder de Deus em nós...

Como 2000; 2007, 2012, 2017, muitas pessoas esperaram cenas cataclísmicas, apocalípticas e talvez se decepcionaram, pois nada aparentemente assim ocorreu.

O grande perigo disso, de se esperar muito de prognósticos, "palavras proféticas", etc... é que quando não se cumprem muitos podem desanimar de sua fé,  ou buscar outra coisa para fazer, ou mesmo inventar alguma nova prática religiosa e o Nosso Senhor advertiu-nos de que haveria um tempo em que "O Amor de quase todos se esfriaria, por se multiplicar a iniquidade". 

Quero abrir meu coração para dizer que não sei se vou completar 2018 nesta vida natural e humana aqui; não sei se haverá um Acordo de Paz entre Israel e os "Palestinos"; não sei se haverá Copa do Mundo e muito menos quem ganhará; não sei quem será o próximo presidente da República; não sei se realmente vão ser presos os líderes da Organização criminosa que tomou o Brasil de assalto, nos últimos anos... Eu não sei!

Sei que precisamos nos ENCHER DO ESPÍRITO SANTO!
Sei que precisamos deixar acesa a nossa LÂMPADA!
Sei que precisamos ter cheias de azeite as nossas BOTIJAS!
Sei que precisamos manifestar a CRISTO através do Seu Espírito!
Sei que precisamos manifestar O PODER DE DEUS!
Sei que Deus nos deu uma VIDA ABUNDANTE!
Sei que olhamos para as nossas vidas naturais e muitas vezes não vemos nada de abundante!
Sei que precisamos LEVANTAR OS NOSSOS OLHOS E VER!
Sei que precisamos trazer à nossa memória o que nos dá ESPERANÇA!
Sei que O POVO DE ISRAEL VIVE!
Sei que A NOIVA DO CORDEIRO VIVE!
Sei que O NOSSO REDENTOR VIVE!
Sei que O NOSSO DEUS E PAI VIVE PARA SEMPRE!

Escolha pois a VIDA E VIVA!

20חי - LECHAIM!
2018 - À VIDA!



Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem