sexta-feira, 11 de novembro de 2016

VOZ QUE CLAMA NO DESERTO





VOZ QUE CLAMA NO DESERTO

Mt.: 3: 1 a 11 / Lc. 3: 1 a 18 / Mc. 1: 2 a 9 / Jo. 1 a 34 
Isaías: 40: 1 a 8
Gênesis: 6 


Marcos 1: 2 e 3 - "Conforme está escrito na profecia de Isaías: Eis aí envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho; voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas;" 


Os quatro evangelhos iniciam falando de YOHANAM BEN ZACHARIAHU (João, filho de Zacarias). Marcos, o primeiro a ser escrito, bem como todos os outros, reconhecem que a figura de João, O Batista, é o cumprimento de uma profecia antiga que antecedia a vinda  do MASHIACH. Até hoje na celebração de Pêssach, o copo para ELIAHU HANAVI (O profeta Elias), é sempre colocado na grande expectativa de que antes da Vinda do MASHIACH, um profeta teria uma função de anunciar, preparar o ambiente, deixar todos advertidos como um arauto de que O Rei estaria chegando.

Cada um  vê isso de uma forma. Até mesmo entre os cristãos das mais variadas linhas e os judeus crentes em Yeshua, há visões muito distintas sobre algumas profecias sobre este tema e figuras como de Yohanan e Eliahu.

Elias virá? Ele já veio? Yohanam era Eliahu? Por certo que não! Mas, Yeshua disse que era! 

Eliahu virá para preparar O Caminho para O MASHIACH Reinar, mas, Yeshua não reinou, Ele morreu. Sofreu, sofreu, sofreu, tomou sobre si os pecados de todos, se fez maldição no lugar de todos, foi ferido, humilhado, zombado por todos, e morreu!

Novamente nos perguntamos: Porque a figura de YOHANAM é presente em todos os evangelhos, o que de fato ele representa para O MASHIACH, o que contribuiria para o que Yeshua teria de fazer?

Talvez a resposta pra isso esteja na vida de Eliahu mesmo, visto que em seus dias, quando Acabe reinava, e Jezabel o manipulava, servindo a seus deuses, o absurdo da reconstrução de Jericó que tinha sido destruída por Josué e amaldiçoada, para que nunca mais fosse reconstruída, é de novo levantada sob a maldição:  "O homem que lhe lançasse novamente as suas fundações, perderia seu filho primogênito e quem novamente lhe colocasse as portas, perderia o seu filho mais novo."

Não obstante tão terrível maldição, a cidade que outrora servira para o culto da Rainha dos Céus, é reconstruída, e neste momento surge ELIAHU. Sem genealogia, do outro lado do Jordão, das terras de Gileade, surge O Profeta que passa dia e noite a confrontar o rei e o povo. Ele jamais confronta Jezabel, ou dirige a sua palavra a ela, sacerdotisa desta entidade das trevas.

Por sua palavra, os céus se fecham e por três anos e meio não chove em Israel, ao final deste tempo então todo o povo é chamado para cima do Monte Carmel, e lá a nação de Israel vê O Eterno responder com fogo.

Elias, confronta a tudo e a todos dizendo: Voltem para Deus, o juízo de Deus virá! Vocês abandonaram a Deus com seus pecados, suas práticas abomináveis e com os seus cultos a falsos deuses...

Elias, entristecido, mesmo diante de tamanha vitória, quando os profetas de baal e do poste ídolo foram mortos, mesmo assim, Jezabel ainda o ameaçou de morte. O Profeta estava a perceber que Deus nunca fará tudo com uma pessoa apenas, e que a revelação do Eterno para um, apenas é parte da revelação, e cabe a cada um que O serve se agradar da honra de ter sido chamado.

Eliahu ouve Deus ordenar que ele unja Hazael rei da Siria, pessoa que traria o juízo de Deus sobre o povo de Israel; também, Eliahu deveria ungir YEHU (Jeú), rei de Israel, pois este traria juízo sobre a casa de Acabe e sobre Jezabel, mas, também que ELIAHU ungisse a ELISHA (Eliseu), como profeta em seu lugar. 

Eliahu, no entanto, nunca ungiu Hazael e nem YEHU, mas, foi imediatamente  ungir Eliseu profeta em seu lugar... Lançando o seu manto sobre Eliseu, se iniciou um discipulado, uma caminhada, que certamente durou alguns poucos anos, até que Eliahu foi tirado e Elisha, dá início ao seu ministério...

Elisha em seu ministério, nunca confrontou ninguém! O que ele fez: Multiplicou pães, ressuscitou pessoas, fez milagres, em suma: manifestou a GRAÇA DE DEUS, mas, logo após sua morte, Hazael e Yehu executaram todo o juízo de Deus declarado a Eliahu. O que aprendemos com isso, e que vemos nas Boas Novas do MASHIACH, que se iniciam no ministério de YOHANAM? Deus antes do Juízo sempre vai manifestar GRAÇA E MISERICÓRDIA! É um tempo de oportunidades! Quem aproveita este tempo viverá, quem despreza, zomba, deixa esta última oportunidade passar CERTAMENTE será alvo do terrível juízo prometido.

Nos dias do ministério de YOHANAM, Herodes Antipas, filho de Herodes, o grande, que houvera decretado a morte dos meninos judeus em Betlehem, estava reinando e havia tomado a mulher de seu irmão Herodes Felipe, Herodias, para ser sua esposa. A filha desta Salomé, foi quem seduziu Herodes Antipas, para matar João, e o mesmo quadro espiritual que havia nos dias de Elias, novamente se vê em Israel. 

YOHANAM, um Cohen, um Sacerdote, deveria estar em Yerushalaim (Jerusalém), cumprindo os serviços sacerdotais a partir de seus trinta anos, mas, ele não estava lá... A exemplo de uma grande comunidade cujas ruínas foram achadas no deserto, local onde foram encontrados os famosos "Escritos do Mar Morto", comunidade hoje chamada de "essênios", já que o historiador Flávio Josefo, os chamou com este nome, embora não haja qualquer evidência histórica que usassem esta designação. 

O que se sabe é que a grande maioria deles, também saduceus (sacerdotes), levitas, escribas, haviam abandonado Jerusalém, que agora possuía um lindo templo reformado e ampliado por Herodes, O Grande. 

Será, que isso foi uma das razões para eles abandonarem A CASA DE ORAÇÃO PARA TODOS OS POVOS? Talvez. 

Yeshua mesmo no final de seu ministério diz que a Casa de Deus, fora transformada num covil de ladrões e salteadores. 
Esta comunidade, pessoas que lidavam muito bem com os livros, prova que o maior tesouro arqueológico de todos os tempos (Os rolos do Mar Morto), foram justamente encontrados em locais que eles (esta comunidade de pessoas que deram as costas para a religião vazia operante em Jerusalém), para morarem no deserto, entendendo serem o grupo de pessoas que lutariam contra O Mal, e que viviam no final dos tempos, e que todos os outros eram maus e só eles eram bons...

Viviam numa força religiosa tão grande que os banhos de purificação necessários logo depois dos dias de menstruação das mulheres, ou em caso de alguém se contaminar com algum animal morto, ou quando fossem subir para sacrificar a Deus, transformaram-se numa regra diária, sendo que três vezes por dia entravam nas Micvês (os tanques de purificação - tão comuns hoje para quem conhece este local). 

Imaginem, no meio do deserto, eles conseguiam reter as águas que corriam pelas escarpas das montanhas da Judéia, quando chovia em Jerusalém e região, para estocar ali, para estas práticas todas.

A vida de tal comunidade era absolutamente dedicada ao estudo das escrituras e às orações. A pergunta é: Se YOHANAM que certamente esteve aí neste local e com este grupo era sacerdote como os demais, porque não ficou com eles? Porque não transformou-se no seu líder? A Resposta talvez seja, (por incrível que pareça): Pessoas conseguem sair de um extremo horrível, indo parar em outro pior!!!

Eles dando as costas para a Religião praticada no Templo, criaram uma religião muito pior, onde as mulheres por exemplo, não serviam para outra coisa a não ser trabalhos domésticos e procriação, já que o sexo era considerado sujo e pecaminoso, até entre casados, e então as poucas mulheres que haviam no grupo, apenas eram usadas para tais fins... Como conseguiram fazer algo pior do que estava ocorrendo em Jerusalém? Eles se consideram mais santos, do que os demais, e por isso se separaram num gueto... num deserto... Eles não eram A VOZ QUE CLAMAVA NO DESERTO... Eles precisavam ouvir A VOZ!!!!!

Pois YOHANAM, pouco acima desta região manifestou todas as palavras proféticas que o anjo disse a seu pai, e também profecias que o seu próprio pai, no dia em que recebeu o seu nome "YOHANAM" lhe declarou, bem como foi O CUMPRIMENTO das profecias antigas de Isaías, Miquéias e Malaquias.

YOHANAM passou a pregar no deserto e de todos os lugares, pessoas começaram a ir a seu encontro. Porque ele tinha algo especial para oferecer? NÃO! Ele era alguém simples, suas roupas não era de linho como a dos Sacerdotes, ele trocou as roupas sacerdotais por peles de animais, e as honrarias dadas aos sacerdotes para comer gafanhotos com mel.

Deus falara na Torah, que os Nazireus, aqueles que se consagrassem de uma forma especial ao Eterno, carregariam nos dias de seu nazireado, a NAZIR (A Coroa) de Deus em suas cabeças, e esta posição que Samuel, Sansão, e outros viveram na história de Israel, elevava uma pessoa comum, ao status de sacerdote, não por nascimento, mas, por consagração... Pois YOHANAM, sendo Sacerdote por nascimento, se fez NAZIREU, por CONSAGRAÇÃO A DEUS.

Seu maior chamado foi esse! Tornou-se JOÃO BATISTA, porque passou a chamar as pessoas que tomavam os banhos de purificação conforme a Lei, apenas de forma religiosa e ritual, para que se ARREPENDESSEM DE SEUS PECADOS, e então fossem batizados.

Com a sua vida, YOHANAM, passou a desafiar as pessoas a se consagrarem a Deus, de coração e não para cumprir as obrigações vazias da Religião.

YOHANAM, que por muitos foi confundido como O MASHIACH que haveria de vir, humildemente declarou: "eu batizo com água, mas, virá um que é maior do que eu, e este os batizará com O Espírito Santo e como fogo!"

O que YOHANAM estava fazendo? Preparando O Caminho para o seu primo: YESHUA. Aquele que quando suas mães se encontraram fez com que YOHANAM ainda em formação em seu ventre materno, fosse CHEIO DO ESPIRITO SANTO DO ETERNO!!!!! ALELUIA!!!!!! Yohanam sabia de quem falava!

As palavras deste profeta que foi levantado por Deus, cerca de 400 anos depois da morte de Malaquias, chamaram a atenção de toda a nação. Todas as histórias contidas nos livros sobre os profetas, talvez geravam no imaginário dos habitantes de Israel várias figuras bem distantes da realidade. Quando JOÃO é levantado então, um grande impacto desperta desde os mais simples até as maiores autoridades civis e religiosas.

É certo que havia uma grande expectativa pela vinda do MASHIACH naqueles dias, e muitas figuras messiânicas até então já se tinham levantado e outras seriam. A maneira que YOHANAM falava no entanto era muito peculiar: Ele diz para Herodes Antipas (quem haveria de mandar matá-lo): "Você é um adúltero, pois tomou a mulher de seu irmão!" 

Será que o próprio Herodes foi até o Jordão, aonde João batizava para ouví-lo? A nação toda foi! Os saduceus como João e seu pai, junto com escribas foram também, e ouviam de YOHANAM: "Raça de víboras! Quem os induziu a fugir da ira vindoura? Produzi frutos dignos de arrependimento". 

YOHANAM estava lhes dizendo que não adiantava se batizarem, pois esta prática assim como ele, todos conheciam muito bem! O que eles precisavam mais do que o rito, tão comum em Jerusalém, era tomar atitudes, que mostrasse uma mudança interior. 

Todos de nobre família, todos filhos de Abraão, mas, até de pedras Deus poderia suscitar filhos a Abraão... Pois esta profecia também, se cumpriu. Aquela geração mesmo em grande número vendo os milagres que Yeshua fez, a santidade com que vivia, tendo reconhecido que era O MASHIACH, se calou... Pois até hoje, as Pedras estão clamando, Deus passou a levantar Pedras desprezadas, como desprezada foi A PRINCIPAL PEDRA DE EDIFICAÇÃO. Porque aquela geração preferia O TEMPLO. 

Daquela casa, não ficou pedra sobre pedra, porém, destas pedras desprezadas, O Eterno tem levantado filhos a Abraão, como estrelas dos céus, e uma Casa Espiritual tem sido erguida ao Eterno, Nosso Deus, com pessoas de todos os povos, raças, tribos, línguas e nações, se iniciando entre os judeus e de lá tocando todo o mundo.

YOHANAM, ouviu do ETERNO que o enviara: "sobre quem vires repousar O Espírito Santo, este será o que batizará com Espírito Santo e com fogo." 

Um dia, provavelmente na época de Sucot, logo depois que YOHANAM começara o seu ministério, Yeshua, agora com trinta anos de idade, época em que os Sacerdotes (como o próprio Yohanam), iniciavam os seus ministérios. Yeshua vem até YOHANAM, para ser batizado por ele.

São da mesma família, tem histórias completamente diferentes e foram criados longe um do outro... Mas, a mesma marca do encontro que suas mães tiveram, parece estar presente ali, naquele momento... Com a mesma humildade de Isabel, YOHANAM não se vê digno de soltar as correias das sandálias de Yeshua, mas, YESHUA BEN YOSSEF, se humilha, se põe sob as mãos de um homem, se deixa batizar, sendo que não havia pecado algum em sua vida, do que tivesse que se arrepender... NENHUM, nestes 30 anos de vida... PURO, SANTO, DIGNO, JUSTO, VERDADEIRO, FIEL...

YOHANAM batiza YESHUA, e de repente, os Céus se abrem, e uma Voz vinda dos céus diz: "ESTE É O MEU FILHO AMADO, QUE ME DÁ TANTA ALEGRIA! O Espírito - O RUACH, o mesmo que gerou Yeshua no ventre de Miriam, agora vem na sua Plenitude sobre O Filho de Deus."

YOHANAM que tinha ouvido do Eterno, que tal pessoa seria Aquele que batizaria com O Espírito Santo e como fogo! 

A vida de Yohanam foi de confrontos, foi anunciando O Juízo e chamando as pessoas à uma posição diante de Deus que viveu. Tal qual ELIAHU em seus dias: "Se baal é Deus, sirvamos o baal, mas, se O ETERNO é Deus, sirvamos ao ETERNO! Chega de ficar vivendo uma vida dupla, dividida, "nem quente e nem frio", "morno", fazendo "uma reza pra Deus e uma prece pra o cão". CHEGA! 

O errado é errado e o certo é certo! Arrependam-se! Chequem o nível do arrependimento de vocês, pela diferença de posição que vocês tem tido diante das situações de suas próprias vidas! Se não mudou atitude alguma, não houve arrependimento nenhum!

SÓ CONFRONTOS...

Mas, então vem YESHUA, que inicialmente percorreu o Caminho aberto por YOHANAM, e anunciou que O Reino de Deus estava próximo, e portanto todos precisavam arrependerem-se... Mas, YESHUA passou a curar enfermos, expelir demônios, ressuscitar mortos, realizar muitos milagres... 

E esta obra perdura até hoje!!!!

CUIDADO! A MESMA GERAÇÃO QUE OUVIU YOHANAM e foi batizada por ele, comeu os pães que Yeshua multiplicou e ouviu seus ensinos e muitos foram por Ele curados e libertos, esta mesma geração foi ESMAGADA POR ROMA! Nos locais onde Yeshua ensinou e curou e pregou, foram os mesmos locais, a começar de Yerushalaim (Jerusalém), onde aquela mesma geração foi de quase toda exterminada.

ELIAS CONFRONTA O POVO E O CHAMA AO ARREPENDIMENTO! DEUS DÁ SINAIS QUE COMPROVAM O MINISTÉRIO DE ELIAS, O POVO PERMANECE EM TREVAS, E DEUS LEVANTA ELISEU MANIFESTANDO A GRAÇA. Quando passam os dias de Eliseu O JUÍZO VEM!

DEUS LEVANTA PROFETAS CHAMANDO O POVO AO ARREPENDIMETO! DEUS DÁ SINAIS QUE COMPROVAM O MINISTÉRIO PROFÉTICO, O POVO PERMANECE EM TREVAS, DEUS DERRAMA AVIVAMENTOS E MUITOS BEBEM DOS MILAGRES, SINAIS POR CONTA DA GRAÇA. Quando passam os dias da Graça O JUÍZO VEM!

O YESHUA BEN YOSSEF, o servo sofredor, precedido, pelo profeta que profetizou no deserto, vestido de peles de animais e comendo gafanhotos com mel, voltará como:

YESHUA BEN DAVID, será precedido por ELIAHU HANAVI, que novamente fechará os céus para que não chova, bem como por aquele que lhe foi dado fazer a água se transformar em sangue e derramar tantos juízos sobre a Terra quanto forem necessários.... 

Ainda nos cultos, pessoas são curadas, há liberdade para se lerem as Bíblias em papel, nos celulares e tablets... se cantam canções a pleno pulmões... APROVEITEM A ÉPOCA DA GRAÇA que vivemos e convertam-se pelo AMOR manifesto a nós, pelo Deus, que já tentou nos advertir que é hora de verdadeiramente voltarmos pra Ele. Se não aproveitarmos esta época...


O JUÍZO VIRÁ! 
ELE VEM PARA REINAR!!!!
MARANATA!!!! 
VEM O SENHOR!!!!




KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)

LEIA TAMBÉM O COMENTÁRIO DA PARASHAT HASHAVUA (A Porção da semana): LECH LECHÁ (Clique aqui).


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem